Seguem os atritos

Ornel reclama de ameaças após aprovação de PPPs

Vereador diz que publicações de Fernanda Miranda nas redes sociais estimulam reações contra quem apoiou projeto da prefeitura

19 de Setembro de 2019 - 20h21 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

Vereador protestou contra comentários em redes sociais e diz que avalia medidas judiciais (Foto: Paulo Rossi - DP)

Vereador protestou contra comentários em redes sociais e diz que avalia medidas judiciais (Foto: Paulo Rossi - DP)

A divulgação de um álbum com imagens dos vereadores que votaram a favor do Programa de Parceria de Pelotas (Proppel) voltou a ocupar boa parte da sessão da Câmara nesta quinta (19). Publicado no Facebook por Fernanda Miranda (PSOL) logo após a sessão que aprovou o texto, na terça (17), o material foi apontado por Ademar Ornel (DEM) como estímulo a reações contra a Câmara. O parlamentar disse ter sido alvo de ameaças pelo aval dado à proposta do governo.

Na tribuna, o democrata repetiu manifestação feita na quarta, apontando como irresponsabilidade a publicação. "Chegaram a dizer que eu tenho que morrer. Veja o perigo que isso nos causa", reclamou. Na foto de Ornel veiculada na página de Fernanda no Facebook, entre comentários com críticas ao parlamentar, um exclama: "Morte a esses vermes!".

Segundo Ornel, o material exposto nas redes sociais seria distorção da posição dos parlamentares. No texto, Fernanda diz que os vereadores "votaram a favor da entrega de bens públicos pelotenses para iniciativa privada", permitindo a criação e o aumento de taxas. "A Câmara votou a possibilidade de o Executivo fazer PPP (Parceria Público-Privada)", ressaltou o democrata, que diz estar analisando se tomará medidas judiciais.

Fabrício Tavares (PSD), Vicente Amaral (PSDB), Dila Bandeira (PSDB), Reinaldo Elias (PTB) e Daiane Dias (PSB) também protestaram. Daiane, que já havia feito críticas na quarta, ontem defendeu posição do Legislativo. "Ao imputar aos vereadores fato que não comentaram, implica em difamação. É crime contra a honra", comentou.

"É informativo", diz Fernanda

Autora da publicação, Fernanda Miranda não se manifestou durante a sessão de quinta na Câmara. À tarde, voltou a defender a divulgação do material nas redes sociais. "Trata-se de um informativo. Primeiro, há um texto lamentando a reprovação de emendas que permitiriam maior participação popular na instalação das PPPs. Na sequência, há as fotos que informam quais os vereadores votaram a favor do projeto, uma informação que é de domínio público", argumentou.

A vereadora disse repudiar manifestações desrespeitosas, ameaçadoras ou violentas. "Nosso compromisso é com o direito de acesso à informação de toda a população pelotense acerca do trabalho desenvolvido pelos parlamentares democraticamente eleitos."


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados