Zona Sul

Homenagem a atiradores gera polêmica em Jaguarão

Manifestantes organizam protesto para barrar projeto de lei na Câmara de Vereadores

20 de Junho de 2022 - 20h05 Corrigir A + A -
Votação deve ocorrer nesta terça-feira (Foto: Divulgação - DP)

Votação deve ocorrer nesta terça-feira (Foto: Divulgação - DP)

Protetores de animais de Jaguarão pretendem se reunir nesta terça-feira (21), a partir das 7h, na frente da Câmara de Vereadores para manifestar repúdio a um projeto de lei (PL) que estabelece uma data em homenagem a colecionadores, atiradores esportivos e caçadores (CACs) no âmbito do município. O texto, de autoria do parlamentar Ênio Rigatti (MDB), está previsto para a pauta de votações de hoje no Legislativo e, caso aprovado, fixa o 9 de julho como o dia municipal da categoria.

A proposta tem provocado reação de grupos de defesa animal da cidade. Nice Cristina Costa está entre os organizadores do ato programado para a manhã de terça. A assistente social diz se dedicar há mais de 20 anos à causa e considera a medida uma forma de desrespeito com todos os animais. "É um desaforo. Porque não pensam em um projeto para diminuir os animais que vivem na rua?" Com o tema gerando divisão inclusive dentro do parlamento, a expectativa de Nice é que a votação empate e precise do voto do presidente da Casa, Fred Nunes (PSB), que já se manifestou contrário ao PL.

O ato contra o projeto começou a ser organizado através das redes sociais, com as organizadoras pedindo que os manifestantes vistam preto. "Vamos ocupar todas as cadeiras do plenário. Não queremos que a matança seja comemorada", diz Nice. De acordo com outro ativista, que não quis se identificar, há reclamação também quanto aos cães usados na caça de javalis. A alegação é que, quando feridos ou mortos durante as caçadas, acabam sendo abandonados no percurso.

Repercussão no plenário

De acordo com o presidente da Câmara, o projeto tramitou de forma normal pela Casa, já que não há nenhuma irregularidade no texto. "Mesmo eu tendo uma opinião contrária, tenho obrigação com a celeridade do processo", diz Nunes. O parlamentar diz que Jaguarão não precisa de um dia para cultuar a violência, e sim de datas que prezam pela paz. "A violência já é cultuada todos os dias, basta ver a desigualdade social em que o Brasil vive." O vereador destaca que a atividade é legal, mas que comemorá-la é algo diferente.

Proponente não se manifesta

Durante toda a segunda-feira (20), até o fechamento desta edição, o Diário Popular não conseguiu ouvir o vereador proponente do projeto. Ênio Rigatti não atendeu às ligações feitas pela reportagem e também não respondeu às mensagens enviadas.

O que são CACs?

São atividades em que pessoas físicas são categorizadas no Exército Brasileiro através do Certificado de Registro. Colecionador é a pessoa física ou jurídica registrada no Exército com a finalidade de adquirir, reunir, manter sob sua guarda e conservar Produto Controlado pelo Exército (PCE) de forma a ter uma coleção que ressalte as características e a sua evolução tecnológica. O Atirador Desportivo é uma pessoa física registrada no Exército e que pratica, habitualmente, o tiro como esporte. O Caçador também precisa ser pessoa física registrada no Exército, vinculado a uma entidade ligada à caça ou ao tiro desportivo, e que realiza o abate de espécies da fauna, teoricamente, de acordo com as normas do Ibama.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados