Alterações

Grupo estuda mudanças no passe livre de deficientes

Desde o começo do ano, mães de crianças com necessidades especiais têm reclamado da perda do benefício

21 de Janeiro de 2020 - 21h15 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

A Câmara de Vereadores e o Executivo vão criar nos próximos dias um grupo de trabalho para avaliar alterações na legislação municipal que trata do passe livre a deficientes no transporte coletivo. A intenção é promover mudanças na lei que evitem o bloqueio de acompanhantes. Desde o começo do ano, mães de crianças com necessidades especiais têm reclamado da perda do benefício.

O grupo que fará a reavaliação da Lei 5.212/2006 terá a participação das mães e de associações de deficientes. Ontem, em reunião pública na Câmara promovida pela vereadora Fernanda Miranda (PSOL), representantes da prefeitura e do consórcio responsável pelo transporte justificaram as recentes rejeições ao passe de alguns acompanhantes pela existência de fraudes e falta de documentação solicitada pela legislação atual.

Secretário de Transportes e Trânsito, Flávio Al Alam pediu que mães e acompanhantes que perderam o benefício recentemente e discordem da decisão busquem a pasta para reavaliação. "Vamos avaliar caso a caso e, se possível, retomar o passe pelo menos até que a lei seja atualizada pelo grupo de trabalho", afirmou.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados