Encaminhamento

Eduardo Leite diz que pelo menos parte das aulas serão presenciais

Retomada do ensino nas redes pública e privada ainda é elaborada pelo governo, que admite dificuldade em chegar a todos os alunos via EAD

18 de Maio de 2020 - 16h50 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

Para reduzir o prejuízo aos estudantes, a TVE vai transmitir aulas preparatórias para o Enem - no canal de televisão e também no YouTube (Foto: Gustavo Mansur - Palácio Piratini)

Para reduzir o prejuízo aos estudantes, a TVE vai transmitir aulas preparatórias para o Enem - no canal de televisão e também no YouTube (Foto: Gustavo Mansur - Palácio Piratini)

O governo do Estado ainda não definiu como e a partir de quando se dará o retorno das aulas nas redes pública e privada. No entanto, um ponto já está encaminhado, segundo o governador Eduardo Leite (PSDB): ao menos parte das atividades direcionadas aos alunos deverá ser presencial. Para isso, equipes da Secretaria Estadual da Educação (Seduc) e técnicos do comitê sobre o novo coronavírus trabalham na finalização de protocolos que precisarão ser seguidos pelas escolas.

Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (18), Leite falou sobre a intenção do governo de garantir aos estudantes acesso aos conteúdos através de Ensino à Distância (EAD). Para isso, a Seduc trabalha na formatação de um sistema que viabilize pacotes de Internet nos celulares dos alunos da rede estadual para que tenha aulas e realizem tarefas sob orientação dos professores. Para isso, serão investidos R$ 5,4 milhões em recursos repassados pela Assembleia Legislativa para que sejam firmados convênios com as operadoras de telefonia.

Embora o projeto esteja encaminhado, o governo admite a dificuldade em fazer com que o conteúdo chegue desta forma a todos os alunos. Por conta disso, está sendo elaborado um modelo que garanta segurança para que aqueles sem celular compatível possam ir às escolas para aulas presenciais. "Precisamos mantê-los conectados com o conhecimento. Vamos procurar todas as alternativas, evidentemente com todos os cuidados do ponto de vista da saúde, mas não vamos nos resignar em não termos aulas", afirmou o governador.

Apesar do esforço para a retomada do ensino, Leite evitou falar em datas e ressaltou que "não vai forçar a barra" pelo retorno até que existam protocolos seguros.

Pré-Enem pela TV

Enquanto o retorno das aulas não ocorre e com o Ministério da Educação se recusando a adiar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a alternativa adotada pela Seduc para reduzir o prejuízo aos estudantes é a transmissão de aulas preparatórias pela TVE. Na noite desta segunda, será exibida a primeira sessão do curso Pré-Enem. Até o dia 31 de outubro serão quatro horas diárias (das 19h às 23h), de segunda a sexta, de conteúdos voltados a quem pretende fazer a prova em novembro. Na metade sul do Estado a emissora possui transmissão apenas em Bagé. Contudo, é possível assistir as aulas também através do YouTube da TVE.

A TV Assembleia também exibirá as aulas em horários alternativos a partir desta terça, das 7h às 9h e das 20h às 22h. O canal aberto digital em Pelotas pode ser sintonizado no 21.3. Também é possível acompanhar pelo YouTube da TV Assembleia.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados