Política contra a seca

Comitiva vai a Brasília pedir apoio em ações contra estiagem

Governador, secretário da Agricultura e deputados têm reunião no Ministério da Agricultura; na Zona Sul, nove cidades decretaram emergência

11 de Fevereiro de 2020 - 21h22 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

JF8591

Segundo levantamentos da Emater, na última semana número de localidades sem água triplicou na Zona Sul (Foto: Jô Folha - DP)

Em Brasília desde esta terça (11) para participar de fórum com representantes de outros estados, o governador Eduardo Leite se reúne na tarde de quarta (12) com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para discutir a situação dos municípios atingidos pela estiagem. Desde dezembro, 115 prefeituras gaúchas notificaram dificuldades por conta dos prejuízos no campo e falta de água em residências mais afastadas dos centros urbanos.

Das 23 cidades da Zona Sul, nove publicaram decretos de emergência e encaminharam documentação ao governo do Estado para o reconhecimento da crise. No entanto, até a tarde de ontem nenhuma delas havia tido a situação homologada. De acordo com a Defesa Civil, as solicitações estão tramitando e sendo encaminhadas à Casa Civil.

No último relatório com o mapeamento da estiagem na região, técnicos da Emater apontaram 1.341 famílias sem água potável e que estão sendo abastecidas através de caminhões-pipa. Na semana passada o mesmo monitoramento indicava 393 famílias. A situação mais grave atualmente é no Capão do Leão, com 940 atingidas, seguido por Cerrito (86), Piratini (65) e Canguçu (50).

Ontem, o presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP), e líderes das bancadas acordaram em cancelar as votações em plenário nesta semana. O motivo é o veto do governador a um projeto que trata da regularização de débitos com IPVA e licenciamento de veículos. Como o tema tranca a pauta e ainda é discutido com o Executivo, os trabalhos foram adiados, abrindo possibilidade para que os deputados possam acompanhar a agenda do governador em Brasília. "Temos realidades distintas no Estado, mas com perdas expressivas na produção de várias culturas. A ministra Tereza Cristina já vem acompanhando essa situação, e agora chega o momento de verificar em que medida o governo federal pode apoiar e amenizar esse impacto", indica Polo.

Dentre os parlamentares com base eleitoral na Zona Sul, no entanto, nenhum deverá integrar a comitiva.

Azonasul aguarda audiência com Leite

A Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) solicitou ao Palácio Piratini uma reunião com o governador para apresentar demandas que minimizem os impactos da falta de chuvas. Os prefeitos querem apresentar a Leite a proposta de obter isenção do pagamento do programa Troca Troca (que possibilita a aquisição de sementes), além de caixas d'água, cestas básicas para famílias de áreas rurais, verba para combustíveis e a cedência de máquinas para perfuração de poços artesianos. Até o momento não houve confirmação do encontro por parte do governo.

Os municípios em emergência

- Amaral Ferrador
- Canguçu
- Capão do Leão
- Cerrito
- Morro Redondo
- Pedro Osório
- Piratini
- Santana da Boa Vista
- São Lourenço do Sul


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados