Saúde

Câmara volta a debater projeto sobre parto seguro

Audiência pública nesta terça vai reunir médicos, comunidade e entidades ligadas ao tema para discutir novo projeto apresentado

07 de Outubro de 2019 - 20h13 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Projeto de Fabrício Tavares (PSD) retoma discussão após veto da prefeita a proposta de Fernanda Miranda (PSOL) e Reinaldo Elias (PTB) (Foto: Volmer Perez - Câmara de Vereadores)

Projeto de Fabrício Tavares (PSD) retoma discussão após veto da prefeita a proposta de Fernanda Miranda (PSOL) e Reinaldo Elias (PTB) (Foto: Volmer Perez - Câmara de Vereadores)

O tema do parto seguro volta a ser debatido na Câmara Municipal de Pelotas com a realização de audiência pública promovida pela Comissão de Saúde e marcada para as 19h desta terça (8). Entidades ligadas aos médicos e outros profissionais da área, movimentos de mulheres e representações da comunidade já confirmaram presença.

A reunião será a segunda desde maio, quando a prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) vetou o projeto aprovado pela Câmara em abril que tratava do mesmo tema. “O veto forçou uma rediscussão do tema, que agora retorna à pauta na forma de um novo projeto que precisa ser ampla e profundamente discutido antes de ser votado no plenário, até mesmo para que não se tenha risco de um novo veto”, explica o presidente da comissão, Marcos Ferreira, o Marcola (PT).

Em maio, durante a última audiência pública, houve forte embate ideológico sobre termos utilizados no texto vetado o que impediu o avanço das discussões com relação a parte técnica e legislativa da proposta.

A expectativa é de que encerrada a discussão o projeto possa ser debatido pelos 21 vereadores e votado ainda em outubro.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados