Manifestação

Bolsonaro volta a fazer ameaças ao STF

Presidente mandou recado aos que considera "canalhas"

07 de Setembro de 2021 - 17h46 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Pela manhã, em Brasília, presidente tinha falado contra o STF a apoiadores (Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom - Agência Brasil - Especial DP)

Pela manhã, em Brasília, presidente tinha falado contra o STF a apoiadores (Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom - Agência Brasil - Especial DP)

Em discurso diante de milhares de apoiadores, por volta das 16h desta terça-feira (7), em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar o Supremo Tribunal Federal e a levantar suspeitas de irregularidades no sistema eleitoral brasileiro. "Diga aos canalhas que nunca serei preso", falou. Pela manhã, em Brasília, Bolsonaro havia falado contra o STF para apoiadores.

As expressões duras e em tom de ameaça foram ditas na participação de Bolsonaro no ato pró-governo na avenida Paulista. “Não vamos mais admitir que pessoas como Alexandre de Moraes continuem a açoitar a nossa democracia e desrespeitar a nossa Constituição”, falou. “Ou esse ministro do Supremo se enquadra ou ele pede para sair.”

Referindo-se a Alexandre de Moraes, o presidente disse que o Ministro ainda tem tempo de se "redimir" e arquivar inquéritos. Moraes  o relator de inquéritos no STF como o das fake news e o do vazamento de dados sigilosos de investigação da Polícia Federal, ambos têm Bolsonaro entre os investigados.

Mais uma vez o presidente defendeu o voto impresso e "auditável" e criticou o presidente do  Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Carlos Barroso. “Não podemos admitir um sistema eleitoral que não oferece nenhuma segurança das eleições.”

Ao final disse: “Quero agradecer a Deus pela minha vida e pela minha missão, e dizer àqueles que querem me tornar inelegível em Brasília: só Deus me tira de lá!.”

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados