Violência

Assembleia faz audiência sobre feminicídio em Pelotas

Evento na Câmara de Vereadores nesta sexta é promovido pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos

09 de Agosto de 2019 - 10h43 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

A Câmara de Vereadores de Pelotas sedia nesta sexta (9), às 19h, audiência pública para discutir os casos de feminicídio e violência contra mulheres. O evento é promovido pelo vice-presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos (CCDH) da Assembleia Legislativa, deputado Airton Lima (PL).

O evento faz parte de série de encontros realizados pela CCDH em diferentes municípios do Estado. Em Pelota, o pedido para a realização do debate partir do vereador Enéias Clarindo (PSDB). O objetivo é expor a situação de abusos enfrentados pelas mulheres que, em alguns casos, se tornam vítimas fatais. Apesar da redução no número de homicídios em Pelotas no último ano, os feminicídios têm sido mais frequentes. Para falar sobre isso, estão convidados para a audiência a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Maria Angélica Gentilini, e o coordenador do Pacto Pelotas pela Paz, Samuel Ongaratto.

Conforme a Secretaria Estadual de Segurança Pública, 117 mulheres foram assassinadas no Rio Grande do Sul no ano passado. No primeiro semestre de 2019 já foram registrados 43 casos de  feminicídio em cidades gaúchas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados