Eleição 2020

Roger Ney ingressa com ação contra decisão do PP

Presidente do diretório municipal contesta candidatura de Fetter Jr. após anulação de sua indicação como vice na chapa de Paula Mascarenhas

11 de Setembro de 2020 - 18h41 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

O presidente do diretório do Progressistas em Pelotas entrou nesta sexta-feira (11) com ação judicial contra a decisão da Comissão Executiva estadual do partido que anulou o resultado da convenção municipal. Em julgamento na última quarta, líderes do PP rejeitaram a indicação de Roger Ney como vice de Paula Mascarenhas e apontaram a candidatura de Fetter Jr. a prefeito.

No recurso apresentado à Justiça Eleitoral, Roger Ney alega ter seguido orientações do PP estadual, que emitiu Resolução autorizando a inscrição de chapas fora do prazo de três dias estabelecido no Estatuto partidário. “Em grau de recurso, a Executiva estadual negou a validade da Resolução 22, que concede 20 minutos para inscrição das chapas e foi cumprida antes do período. Mas emitiram a Resolução 23, anulando o resultado da convenção municipal. Então porque a 22 não tem validade e a 23 sim?”, questiona.

O vereador e presidente municipal do PP também aponta o que considera intervenção da direção estadual sobre a autonomia da convenção municipal na definição de rumos eleitorais.

Alianças em formação

Enquanto Roger Ney tenta reverter judicialmente o revés, Fetter Jr. continua trabalhando na formação de coligação. Na quinta à noite o candidato indicado pelo partido à prefeitura esteve reunido com representantes de oito partidos: Cidadania, PV, PRTB, Patriota, Pros, PSC, Avante e PTC. “Estamos dialogando com variadas vertentes políticas e nos próximos dias estará definida a composição de um grupo coeso, plural e forte para disputarmos e eleição”


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados