Legislativo

Justiça determina exoneração de diretora da Câmara de Pelotas

A pedido do Ministério Público, ex-companheira do presidente do Legislativo, José Sizenando, foi afastada do cargo nesta quinta

19 de Novembro de 2020 - 19h31 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

Presidente do Legislativo, José Sizenando afirma não ter relação com a diretora exonerada (Foto: Volmer Perez - Câmara de Vereadores)

Presidente do Legislativo, José Sizenando afirma não ter relação com a diretora exonerada (Foto: Volmer Perez - Câmara de Vereadores)

A diretora-geral da Câmara de Vereadores de Pelotas, Carmen Lucia Sanches Quevedo, foi exonerada nesta quinta (19) após determinação judicial para sua saída do cargo. Ela é ex-companheira do atual presidente do Legislativo, vereador José Sizenando (DEM).

O afastamento da função se deu por conta de ação civil pública do Ministério Público (MP) que acusa Sizenando e Carmen de improbidade administrativa pela prática de nepotismo. “Constatou-se que o atual presidente da Casa Legislativa, tão logo assumiu o cargo, em janeiro deste ano, nomeou sua ex-companheira, com quem possui dois filhos, para o cargo em comissão a contar de 1º de janeiro de 2020 com salário de R$ 13.639,07”, sustenta o promotor André Barbosa de Borba, da 1ª Promotoria de Justiça Especializada de Pelotas. Para o MP, a escolha da diretora-geral teria ocorrido por interesse pessoal e familiar, e não público.

Sizenando nega que haja nepotismo, já que o fim da relação ocorreu há 12 anos. Advogado do parlamentar, Antônio Paradeda Júnior afirma que não haverá recurso à liminar que determinou a exoneração imediata da diretora. Contudo, afirma que no decorrer do processo fará a defesa. "Entendemos que a acusação é improcedente por não se tratar mais de companheira do vereador, o que o próprio juiz reconhece. E, mesmo que fosse, já existe o entendimento de que companheira não é considerada parente, não havendo nepotismo", argumenta.

 

Propriedade intelectual do Jornal Diário Popular

Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados