Eleições 2020

Horário eleitoral estreia com ausências

Dos dez candidatos com direito a espaços na propaganda gratuita, somente metade se apresentou aos eleitores no primeiro programa de TV

09 de Outubro de 2020 - 17h55 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

Apenas cinco dos dez com direito a espaço na TV tiveram suas mensagens exibidas (Foto: Pixabay) (Foto: Reprodução)

Apenas cinco dos dez com direito a espaço na TV tiveram suas mensagens exibidas (Foto: Pixabay) (Foto: Reprodução)

Esperada por parte dos eleitores como a oportunidade de finalmente conhecerem quem são os concorrentes à prefeitura, a propaganda eleitoral gratuita em Pelotas iniciou desfalcada. No bloco de sexta-feira (9) à tarde, estreia dos programas dos candidatos, apenas cinco dos dez com direito a espaço na TV tiveram suas mensagens exibidas.

Participaram da primeira veiculação do horário eleitoral João Carlos Cabedal (MDB), Fetter Jr. (PP), Ivan Duarte (PT), Paula Mascarenhas (PSDB) e Júlio Domingues (PSOL). Com as ausências de Dan Barbier (PDT), Marco Marchand (DEM), Marcus Napoleão (PRTB), Marcelo Oxley (Podemos) e Tony Sechi (PSB), o restante do tempo disponível entre 13h e 13h10min foi preenchido com ações institucionais da Justiça Eleitoral.

Entre as campanhas que não foram ao ar, quatro disseram ter produzido os materiais. No entanto, Tony Sechi e Marcelo Oxley afirmam ter enfrentado problemas para o envio do material à emissora que gera os programas, em Porto Alegre. Já Marco Marchand se disse surpreso com a não exibição da sua campanha. Ele assegura que as gravações foram encaminhadas, mas a TV alegou falha no sistema que recebe os vídeos e os disponibiliza para ir ao ar. Segundo o candidato, a emissora prometeu repor o espaço perdido na estreia.

Ameaça de judicialização

Presidente do PDT, Marcus Cunha disse que entrará em contato com a direção estadual do partido para acionar judicialmente a emissora responsável por gerar o sinal da propaganda eleitoral. Segundo ele, a RBS TV modificou o método de recebimento dos vídeos das campanhas ao exigir que o envio ocorra via empresas terceirizadas a serem contratadas pelas chapas. "O que foi feito é bem constrangedor. Obrigaram todos a procurar quatro empresas para transmitir os dados para que as propagandas fossem veiculadas. Estamos há dois dias tentando e temos dificuldades", reclama.

Conforme o pedetista, foi exigido por uma das empresas pagamento à vista pelo serviço de envio de dados à emissora. "Como só teremos os recursos da direção nacional do partido a partir do dia 15, não sabemos como será até lá. As campanhas menores estão sendo inviabilizadas."

O que diz a RBS TV

Em nota, a assessoria de imprensa da emissora confirmou falhas no recebimento de conteúdos de candidaturas e que o problema não foi exclusividade de Pelotas. "Em função do grande volume de candidatos e materiais de divulgação dos partidos nos primeiros dias de campanha eleitoral, houve problemas na entrega desses conteúdos em diversas emissoras de TV em todo o Brasil. Estamos trabalhando para regularizar a situação o mais breve possível e afirmamos que os partidos não terão prejuízo - serão feitas compensações na grade de programação."

No rádio, mais problemas

Assim como na televisão, no rádio o primeiro dia de propagandas também foi com falta de candidatos. Porém, foram ainda mais ausências. Das dez chapas, somente duas - Paula Mascarenhas e Fetter Jr. - foram veiculadas.

No caso do horário eleitoral pelas rádios, além dos problemas enfrentados pela maioria das chapas para divulgar seus conteúdos a tempo, houve ainda a incerteza quanto à geradora. Somente na quinta (8), véspera da estreia das campanhas, foi definida a emissora que compartilharia o sinal com as demais por conta da impossibilidade da primeira indicada para a formação da rede eleitoral.

Os cinco primeiros

João Carlos Cabedal (MDB) - 43 segundos
Foi apresentado aos eleitores em clipe narrando sua vida profissional. Campanha apostou no mote de conectar sua trajetória como empresário ao que considera necessidade de melhorar a gestão da cidade. O emedebista falou somente uma frase no programa: "Eu sou Cabedal".

Fetter Jr. (PP) - 1min26s
Estreia foi usada para apresentar clipe com o jingle destacando o progressista como ex-prefeito de Pelotas e que, se eleito novamente, pretende "fazer mais" pela cidade. O candidato apareceu em imagens com eleitores e não falou diretamente com o público. Em aceno ao eleitorado conservador, apresentadora encerrou o programa com a frase "Fiquem com Deus e até breve".

Ivan Duarte (PT) - 1min05s
Campanha estreou na TV com mesmo vídeo que circula nas redes sociais do candidato há duas semanas. Ao lado da vice Iyá Sandrali, o petista falou sobre desigualdades sociais e destacou que considera necessária maior atenção à recuperação dos empregos e da economia, atingidos pela pandemia.

Paula Mascarenhas (PSDB) - 3min38s
Com o maior tempo de TV entre as chapas, a atual prefeita concentrou a atenção no primeiro programa às ações adotadas contra a Covid-19. "Não me arrependo de nada do que foi feito", disse. Mostrou bastidores da campanha adotando protocolos de segurança sanitária e se dirigiu a familiares de vítimas da doença. Apresentou ainda trecho do jingle.

Júlio Domingues (PSOL) - 17 segundos
Diante do pouco tempo disponível, o candidato fez breve apresentação em que se identificou como professor e morador da Vila Clara Nunes, no Areal.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados