Eleições 2020 - Lives DP

Geração de emprego será um dos pilares do governo, afirma Marcelo Oxley

Candidato a prefeito de Pelotas pelo Podemos, o empresário defendeu modelo de gestão profissional e criticou as grandes coligações; nesta sexta, a sabatina é com Júlio Domingues

30 de Outubro de 2020 - 07h31 Corrigir A + A -

Por: Michele Ferreira
michele@diariopopular.com.br 

A geração de emprego e renda promete ser um dos principais alvos do governo, a partir de 2021. Ao conversar com o Diário Popular, na noite desta quinta-feira (29), o candidato a prefeito de Pelotas, Marcelo Oxley (Podemos), usou o exemplo dos 20 anos em que atua como empresário do ramo da alimentação para garantir que pulso firme e poder de decisão são características que precisam ser aplicadas tanto no ramo privado como na gestão do Poder Público. Oxley se comprometeu a ir atrás de investidores de fora da cidade, assim como voltar a atenção aos pequenos e microempresários.

"Esta será uma das bases, uma das metas. Será um pilar do nosso governo. Não dá pra ter acomodação. Tem que ir atrás de quem quer investir". O candidato que ajudou a criar um núcleo do Podemos em Pelotas, há cerca de 400 dias, assegurou que o mandato será marcado por um modelo de gestão profissional, com equipe altamente técnica para auxiliar a definir rumos e estratégias.

Ao se posicionar como de Centro-direita e defender um partido novo, repetiu ao longo da sabatina do DP, o que tem propagado também nas redes sociais e nas caminhadas pelos bairros: "O Podemos adotará outra estrada e não compactua com a política tradicional".

Aliás, Marcelo Oxley subiu o tom, ao falar sobre as grandes coligações partidárias, que acabariam como entrave na hora de decidir quem governa a cidade. "Entram em jogo interesses pessoais, brigas internas e Pelotas acaba ficando em terceiro lugar".

Estreante na política, o candidato também falou sobre uma das principais propostas do Plano de Governo: o Pacotão da Redução, que prevê três medidas - a redução do número de Cargos em Comissão (CCs), o corte de gastos com aluguéis e a diminuição da inadimplência do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Com mais dinheiro no caixa, uma das principais ações seria a implantação do Cartão Social; uma "ajuda de custo" a famílias de baixa renda para compra de produtos, principalmente, em pontos comerciais do próprio bairro.

Em pergunta da comunidade

Ao responder pergunta do morador do Sítio Floresta, Carlos Luís Fagundes, sobre problemas do bairro, que vão de problemas na iluminação a sujeira de valetas e alagamentos, Marcelo Oxley voltou a falar no giro que tem feito por diferentes pontos da cidade e afirmou: "Estou apavorado. Não conhecia a realidade de perto". E nesse olho no olho com a população, conta que tem precisado esclarecer que é a primeira vez que se candidata: "Tenho pedido que me deem uma chance. As pessoas estão cansadas".

Indagação disparada por candidato

Ao escolher o número 4, Oxley recebeu a pergunta elaborada pelo candidato Júlio Domingues (PSOL)sobre quais propostas seriam adotadas para fazer cumprir a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra. Marcelo Oxley não chegou a responder pontualmente quais ações seriam desenvolvidas, mas destacou que a prefeitura passaria a ter bandeira para todas as etnias e o corpo técnico buscaria as principais medidas a implementar. 

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados