Composição

Formação do novo secretariado inicia semana que vem

Prefeita Paula Mascarenhas pretende se reunir com representantes dos partidos aliados para definir espaços na administração

03 de Dezembro de 2020 - 20h07 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

49731341851_e4ff7b367f_k

Prefeita pretende decidir formação do primeiro escalão até o fim de dezembro (Foto: Gustavo Vara - Ascom)

Prestes a completar uma semana da reeleição, Paula Mascarenhas (PSDB) ainda não estabeleceu os nomes que farão parte do secretariado a partir de 1º de janeiro, quando inicia o novo mandato. Mesmo diante das conversas de bastidores em torno de personagens e partidos que podem vir a fazer parte do rearranjo, a prefeita garante que só começará a delinear seu primeiro escalão nos próximos dias.

A ideia é que a partir de segunda-feira dirigentes das legendas que fizeram parte da coligação vitoriosa nas urnas (PSDB, PTB, PSL, PSD, PL, DC, Republicanos e Solidariedade) sejam chamados para reuniões de avaliação sobre os espaços a serem ocupados. Entre secretários, assessores especiais, chefes de gabinete e diretores-presidentes de autarquias e empresas públicas são 30 cargos com status de secretários municipais.

Embora sejam oito as siglas oficialmente aliadas do governo, nem todas estarão contempladas. A tendência é que PSDB, PTB, PSL e PSD, que já são titulares de pastas, continuem. Entretanto, com mudanças. O PL, que teve bancada da Câmara extinta, pode perder prestígio.

Uma das alterações apontadas como certeza entre interlocutores do governo está na Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura (SSUI). Elencada como das mais sensíveis após críticas ao governo ao longo da campanha por falhas na manutenção nos bairros, a pasta hoje ocupada por Antônio Ozório (PSDB) deve trocar de mãos. Um dos cotados para a tarefa é o vereador Roger Ney. Recentemente desfiliado do PP após apoiar Paula contra a decisão estadual da sigla de lançar candidatura de oposição, Ney seria nomeado como reconhecimento pela lealdade à tucana. Além disso, atenderia a pedidos recorrentes de vereadores da base e outros aliados que relatam dificuldades de relacionamento e atendimento de demandas por parte da SSUI sob comando de Ozório.

MDB e PP no paredão

Parceiros do governo Paula até meses antes da eleição, quando desembarcaram da gestão para fazer oposição, MDB e PP terão suas situações avaliadas, já que parte dos filiados manteve proximidade com o governo. Em entrevista coletiva logo após a vitória do último domingo, a prefeita indicou que a participação na equipe dependerá de "acreditar no projeto". 

Única comandada pelo MDB com Jair Seidel, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), é cobiçada pelo PSDB. A estrutura é vista como forma de atender a atuais vereadores não reeleitos e que possuem vínculos com a região colonial, como Zilda Bürkle e José Paulo Benemann.

Já o PP, com cinco cargos de ponta (Coordenadoria de Transparência e Controle Interno, Prevpel, Eterpel e as secretarias de Governo e de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana), possivelmente tenha sua participação reduzida. Permaneceriam apenas aliados progressistas que aceitassem trocar de partido ou que fossem bancados pela prefeita em um dos dez cargos de sua cota pessoal de nomeações no primeiro escalão.

Vice do PP no primeiro turno contra Paula, o Cidadania também busca reaproximação com o governo. Em nível estadual, líderes divulgaram documento em apoio à prefeita no segundo turno, enquanto na esfera local o vereador eleito Paulo Coitinho sinalizou alinhamento. Movimentos que podem colocar a legenda também como postulante a uma das secretarias.

Apesar das possibilidades postas sobre a mesa e da disputa por espaços na nova gestão, Paula evita acirrar a concorrência interna e garante apenas que pretende chegar a janeiro com a equipe escalada. "Vou tentar formar o secretariado ainda em dezembro. Ainda não defini posição sobre quem comporá minha cota pessoal. Vou dar início às conversas e a partir daí começo a montar o time."

Propriedade intelectual do Jornal Diário Popular

Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados