Mudança

Câmara propõe movimento por maior representatividade

Presidente Cristiano Silva quer promover debates públicos sobre eleição de deputados locais

17 de Junho de 2021 - 12h12 Corrigir A + A -
Investimentos. Prefeitura tem usado recursos de emendas para obras na cidade. (Foto: Gabriel Xavier)

Investimentos. Prefeitura tem usado recursos de emendas para obras na cidade. (Foto: Gabriel Xavier)

A Câmara de Vereadores de Pelotas pretende criar um movimento com objetivo de argumentar à população sobre a necessidade de aumentar a representatividade da cidade e da região na Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados. A proposta é defendida pelo presidente da Casa, Cristiano Silva (PSDB), que articula a realização de audiências públicas para debater o tema com a comunidade visando as eleições de 2022.

“Com as ferramentas certas, o Legislativo tem forças para auxiliar o Executivo a realizar obras e investimentos importantes para a região. Por isso iremos trabalhar para conscientizar as pessoas de que, quanto maior nossa representatividade, maior é o ganho da comunidade”, sustenta Silva.

A inauguração da pavimentação dos 570 metros da avenida Arthur de Souza Costa, no bairro Navegantes, ontem, é citada pelo parlamentar como exemplo prático de como a representatividade da região pode ajudar a comunidade, seja por deputados locais como Daniel Trzeciak (PSDB) ou de vereadores com relações próximas aos deputados de seus partidos, como é o caso da bancada do PSD, que obteve com o deputado federal Danrlei de Deus os R$ 522,9 mil para a obra.

“Sem dúvidas a prefeitura tem se beneficiado de recursos de emendas parlamentares em tempos como esses, de caixa espremido e conto com o apoio dos vereadores para buscarem emendas para realizarmos obras como essa”, afirma a prefeita Paula Mascarenhas (PSDB).

De acordo com a prefeitura, R$ 30 milhões em emendas de Trzeciak já teriam sido aplicados nos últimos dois anos. Deste total, R$ 18,1 milhões para obras de infraestrutura, R$ 10 milhões para a saúde e R$ 1,7 milhão para outras áreas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados