Eleição

Bolsonaro lidera com Haddad reduzindo diferença

Candidato do PSL se mantém em primeiro com boa vantagem, mas petista cresceu durante a semana

24 de Setembro de 2018 - 10h29 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Bolsonaro-Haddad

Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) lideram a disputa presidencial (Foto: Divulgação - DP)

O deputado Jair Bolsonaro (PSL) se mantém à frente na disputa presidencial de acordo com a sondagem semanal realizada a pedido do banco BTG Pactual ao instituto FSB. O candidato continua com 33% das intenções de voto, mesmo índice registrado na semana anterior.  Já Fernando Haddad (PT) cresceu e reduziu sua diferença para o líder, passando de 16% para 23%.

O levantamento do BTG é o que tem apontado sempre o maior percentual de Bolsonaro em comparação com as sondagens feitos pelo Ibope e Datafolha.

Ciro Gomes (PDT) continua como o terceiro colocado, mas teve seu percentual encolhido de 14% para 10% do eleitorado. Geraldo Alckmin (PSDB) permanece em quarto, com oscilação positiva de dois pontos percentuais, alcançando 8%. Marina Silva (Rede) tem 5%.

BTG Pactual 04

Nas entrevistas com respostas espontâneas, Bolsonaro passou de 30% para 31%. Haddad saiu de 12% para 17%, consolidando a transferência de votos do ex-presidente Lula. Há duas semanas o ex-prefeito de São Paulo tinha apenas 3% da preferência dos eleitores quando os nomes não eram sugeridos no levantamento.

Segundo turno
A pesquisa do banco fez simulações de segundo turno sempre levando em conta a presença de Bolsonaro. Nestes cenários, a situação do capitão da reserva do Exército piorou.

Antes o candidato do PSL vencia Alckmin, Haddad e Marina, empatando tecnicamente com Ciro. Desta vez, Bolsonaro supera apenas a concorrente da Rede, ficando no empate técnico com os demais.

A sondagem ouviu 2 mil eleitores nas 27 unidades da federação e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

Confira os resultados:

 BTG Pactual 02
BTG Pactual 03


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados