Editorial

O risco de aumentar a evasão escolar

11 de Julho de 2020 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Ninguém contesta o fato de que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) expôs a educação na vitrine dos grandes problemas nacionais. E por ironia, é ela justamente a responsável por auxiliar na solução de nossas barreiras enquanto país, como o desenvolvimento, a qualidade de vida e o crescimento pessoal e profissional de cada indivíduo.

A necessidade de afastar os estudantes das aulas presenciais, assim como a tentativa de dar aulas através do modelo remoto, passaram a preocupar as autoridades após os primeiros meses de uma quarentena que não tem data para terminar.

O assunto reuniu especialistas que, durante conversa em audiência com senadores, lançaram o alerta: a evasão escolar pode aumentar daqui para frente. Mais do que isso, eles apresentaram medidas para evitar o abandono do ensino, que naturalmente, num cenário considerado normal, já desafia educadores e gestores. Segundo o grupo, é preciso ampliar o acesso à internet banda larga e formalizar estratégias pedagógicas de acolhimento. Os dados mais recentes do IBGE (2018) apontam 11,8% dos jovens entre 15 e 17 anos (1,1 milhão) fora da escola no Brasil.

E veio do presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, Luiz Miguel Martins Garcia, o comentário mais forte em relação ao que acontece hoje: "Havia o aluno que estava fora da sala de aula por alguma razão e, neste momento de pandemia, nós geramos novos excluídos. Há aqueles da escola que optou por usar tecnologias digitais e eles não têm condição de ter acesso pleno à internet; há aquele que recebeu atividades impressas, mas cujos pais são analfabetos; há aqueles cuja família não consegue se organizar para tal. E nós vamos gerar agora a possibilidade de ter aqueles que têm medo, o medo da volta com aquele discurso de que este ano está perdido".

Daí, reforçou o presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE), Luiz Roberto Liza Curi, a importância de todos pensarem em formas de acolhimento dos estudantes, como reaproveitamento de estudos, sob pena de o problema se tornar algo muito maior.


Comentários