Editorial

Patrimônio de portas abertas

17 de Agosto de 2019 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Um sábado com previsão de temperaturas extremamente agradáveis e máximas nos termômetros para lembrar o verão. Cenário perfeito para sair de casa, sozinho, com a família ou com os amigos, e se aproximar de uma das maiores riquezas culturais de Pelotas, o patrimônio.

E aqui vale refletir: quanto de nossa história você conhece ou já teve a oportunidade de ver de perto? Para muitos pelotenses, com certeza, a distância desse material é longa, resumida, no máximo, a olhares poucos concentrados quando da passagem rápida na frente de prédios, monumentos e outros símbolos.

Pois a sétima edição do Dia do Patrimônio, data cada vez mais consagrada no calendário da cidade, chega outra vez de portas abertas à comunidade. Chance única para, com a cuia do chimarrão e a térmica embaixo do braço, percorrer endereços próximos um do outro e se aventurar por corredores, salas e áreas onde parte da história da cidade foi construída.

A lista fica a critério de cada um. Casarões 2, 6 e 8; Museu da Baronesa, Theatro Guarany; Museu de Ciências Naturais Carlos Ritter/UFPel; Escritório de Arquitetura Perene, onde funcionou a Guarany Filmes; Essenza Casa e Jardim, recém-reformado e que abrigou o Posto de Identificação de Pelotas na rua 15 de Novembro, Castelo Simões Lopes Neto.

Neste sábado, ainda, a partir do meio-dia, até as 18h, em um tablado em frente ao Theatro Guarany, várias atrações de dança, teatro e música estão programadas. No domingo, as atividades continuam no Parque da Baronesa, com destaques musicais a cada 30 minutos. 

O Dia do Patrimônio existe para você, morador de Pelotas e também de outras cidades da região. Elaborado com o propósito de aproximar a população do patrimônio local, cujo potencial cresceu em relevância nas últimas décadas, com as reformas, os cuidados e a presença da comunidade.

Se você tem um tempo livre neste fim de semana, coloque na sua agenda. O Centro Histórico lhe espera.


Comentários