Artigo

Vacinação das crianças de Pelotas será com cuidado e acolhimento

15 de Janeiro de 2022 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por Roberta Paganini - secretária municipal de Saúde

O ano de 2022 iniciou-se trazendo a esperança que as crianças, não apenas os adultos, também podem ser protegidas contra o coronavírus. Às vésperas do processo de vacinação dos menores de 5 a 11 anos começar no Rio Grande do Sul, Pelotas precisou definir um local que tivesse condições de acolher toda a população com qualidade, ao mesmo tempo que atende às orientações da Anvisa e do Ministério da Saúde, que exigem um espaço exclusivo, que não realize a aplicação de nenhuma das demais vacinas do calendário nacional adulto e infantil e onde seja possível observar as crianças após a aplicação da vacina. A Unidade Básica de Atendimento Imediato (Ubai) Navegantes foi o local escolhido, por ser o mais adequado, que segue todas as recomendações dos órgãos de Saúde, e conta com todo o suporte médico e de enfermagem.

A vacinação das cerca de 34 mil crianças é uma conquista de todos e permitirá que fiquemos um pouco mais tranquilos ao saber que elas estarão protegidas, mas é preciso entender que isso exige mais cuidados e uma série de medidas. Por isso, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde trabalham na organização logística com muita atenção. Para evitar a formação de aglomerações e garantir que todos sejam bem atendidos, um sistema de agendamentos está sendo desenvolvido pela Companhia de Informática de Pelotas (Coinpel). Conforme chegarem mais vacinas, novos horários serão disponibilizados ao público.

Destaco, também, que a Nota Técnica do Ministério da Saúde indica que a vacinação deverá começar pelas crianças com comorbidades, seguida daquelas que possuem alguma deficiência e, por fim, a partir das idades. Em função disso, as autoridades indicam ainda que, após receber a vacina, os pequenos deverão ser observados durante 20 minutos. Os pais e responsáveis que estarão acompanhando precisam saber que terão todo o apoio necessário e que vão contar com uma estrutura apropriada e acolhedora, o que está sendo preparado na Ubai Navegantes.

Ainda não sabemos quantas doses exclusivas para aplicação em crianças serão enviadas. Por isso, definir muitos locais de aplicação, agora, pode gerar dificuldades. Isso não quer dizer que novos pontos deixarão de ser abertos para facilitar o acesso da população. Projetamos realizar ações pontuais aos finais de semana e em locais estratégicos, mas isso só poderá ser definido quando tivermos mais certeza dos insumos que serão enviados.

É importante ressaltar que, diferentemente dos adultos, as crianças precisam ser conquistadas no momento da vacinação. Assim, estamos preparando uma estrutura lúdica, própria para recebê-las, a fim de que seja um momento especial e não cause traumas. Pintamos paredes, levamos os mobiliários para o pátio, teremos TV com programas e desenhos infantis, e uma série de cuidados para que tudo transcorra bem.

Enquanto aguardamos por mais informações do governo estadual, para definir como será a vacinação das crianças, pedimos às famílias para que tenham confiança que estamos trabalhando para que todos tenham acesso. Pelotas tem sido citada como exemplo pela transparência de dados desde o início da pandemia, e, na imunização, não é diferente. Por isso, continuamos atentos e dedicados em garantir essa proteção à população.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados