Editorial

Uma dezena de opções

18 de Setembro de 2020 - 08h34 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Vencido o prazo de convenções partidárias estipulado pela Justiça Eleitoral, está desenhado o cenário de eleições em Pelotas: são dez candidatos ao Executivo e outras dezenas ao Legislativo. Em mais de 30 anos, este será o pleito com o maior número de opções aos pelotenses.

No dia 15 de novembro, 240.948 eleitores terão na, ponta dos dedos, o poder de decidir quem irá comandar a cidade a partir de janeiro de 2021.

Quem lidera as chapas são: Paula Mascarenhas (PSDB), Fetter Jr. (PP), Fabrício Matiello (MDB), Marcelo Oxley (Podemos), Marcus Napoleão (PRTB), Tony Sechi (PSB), Daniel Barbier (PDT), Ivan Duarte (PT), Júlio Domingues (PSOL) e Eduardo Ligabue (PCO).

Trata-se de uma lista de chapas com opções que vão de um polo a outro do espectro ideológico, com esquerda e direita apresentando suas nominatas. Esse quadro e a divisão promovida durante as disputas intrapartidárias, que transformaram os antes aliados em opositores, tende a pulverizar votos e tornar mais plausível a hipótese de voltar às urnas no dia 29 de novembro para um segundo turno.

Na edição de hoje, o jornalista Vinícius Peraça apresenta essas chapas, as coligações e uma análise dos próximos dias na cidade. Ao cidadão, cabe, a partir de agora, ficar atento a esses nomes e assim decidir pela proposta que terá a melhor condição de atender aos anseios sanitários, econômicos e administrativos da Princesa do Sul.

Aos candidatos, fica o desejo por uma corrida respeitosa e capaz de oferecer à cidade soluções eficientes e de reduzir desigualdades persistentes agravadas pela crise que herdaremos de 2020.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados