Editorial

Reforço na atenção primária

15 de Setembro de 2019 - 18h41 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Arroio Grande, Candiota e Morro Redondo, municípios da Zona Sul, aparecem na lista dos 156 municípios brasileiros que terão reforçada a assistência através do credenciamento de 1.878 novas equipes formadas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários, além de profissionais de saúde bucal, como cirurgiões-dentistas e técnicos em saúde bucal.

O anúncio foi feito pelo Ministério da Saúde para ampliar o atendimento à população que recorre ao Sistema Único de Saúde (SUS). Passarão a atuar 1.240 novos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), 314 equipes de Saúde da Família e 324 novas equipes de Saúde Bucal, num investimento de cerca de R$ 26,3 milhões para custeio ainda esse ano. Para 2020 estão previstos mais R$ 69 milhões no fortalecimento da Atenção Primária. Os novos credenciamentos já foram publicados no Diário Oficial da União.

O próximo passo caberá a estados e municípios, a quem compete encaminhar e implantar as contratações. Com essa etapa concluída, os recursos para custeio dos novos serviços começam, então, a ser repassados.

O Programa Saúde da Família mantém equipes que atendem a população nas Unidades de Saúde da Família (USF). Ficam próximas à residência das pessoas e atuam no atendimento e resolução dos problemas de saúde mais comuns e frequentes. De acordo com o Ministério da Saúde, estima-se que seja possível resolver até 80% dos problemas nos postos, permitindo, assim, que muitos casos não cheguem aos locais voltados a casos mais graves, como Unidades de Pronto Atendimentos (UPA 24 horas), prontos-socorros e hospitais. A estratégia permite ainda atacar não apenas doenças, mas outros fatores de risco, como falta de atividade física, má alimentação e tabagismo.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados