Editorial

Posse de armas divide opiniões

17 de Junho de 2019 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Ter arma em casa ou portá-la no dia a dia aumenta a sensação de segurança? Esses questionamentos foram feitos em 143 municípios do país, através da pesquisa do Ibope Inteligência. Os dados apontam que a maioria dos entrevistados é contra a flexibilização da posse de armas.

Em janeiro deste ano, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou um decreto que flexibiliza a posse de armas de fogo. Conforme o estudo, 37% da população brasileira é favorável à medida. Por outro lado, os dados revelam que 61% dos entrevistados não são favoráveis à flexibilização. O estudo mostra que entre os homens o percentual a favor da medida é maior que entre as mulheres e chega a 50%. Entre elas, 71% são contra essa flexibilização.

Em relação ao porte de arma, quando o cidadão está autorizado a carregar uma arma consigo no dia a dia, 73% dos entrevistados são contrários e 26% são favoráveis.

Quando questionados se ter uma arma em casa torna o ambiente mais seguro, a população se divide: 50% discordam e 48% concordam com essa afirmação. Já sobre se o aumento do número de pessoas armadas torna a sociedade mais segura, 67% discordam (31% concordam) e sobre carregar uma arma faz com que a pessoa esteja mais segura, 65% discordam (34% concordam).

A pesquisa foi realizada com 2002 pessoas, entre os dias 16 a 19 de março, e a variação pode ser de dois pontos percentuais para mais ou para menos.


Comentários