Artigo

Pelotas sediará congresso internacional de Arqueologia

21 de Outubro de 2019 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Jorge Eremites de Oliveira
Doutor em História/Arqueologia pela PUCRS, docente da UFPel e presidente da SAB

A cidade de Pelotas, localizada no sul do Rio Grande do Sul, também conhecida como Princesa do Sul, sediará, no período de 4 a 8 de novembro de 2019, o 20° Congresso da SAB, evento promovido pela Sociedade de Arqueologia Brasileira. O organização do encontro está sob a responsabilidade da própria associação científica, fundada em 1980, que congrega arqueólogos e profissionais de campos afins que atuam no país e em outras partes do mundo.

Na edição de 2019, a reunião mantém a tradição de estar voltada para além-fronteiras disciplinares e político-territoriais. Está organizada de maneira a ser marcada por encontros e reencontros, socialização de saberes, debates sobre diversos assuntos, reflexões a respeito do papel social dos arqueólogos, desafios apresentados na pauta do dia e momentos de confraternização, dentre outras atividades. Também pretende ser um espaço privilegiado à discussão e definição de diretrizes mais éticas e inclusivas no que diz respeito à produção do conhecimento arqueológico, especialmente no que se refere a temáticas contemporâneas que marcam a dinâmica da vida em sociedade.

Neste sentido, o Congresso é aberto ao público em geral, será realizado no Campus I da UCPel (rua Gonçalves Chaves, 373) e tem como tema central Memória, patrimônio cultural e Direitos Humanos, pensado a partir da tragédia do incêndio que em setembro de 2018 atingiu o Museu Nacional da UFRJ, sede oficial da SAB e de outras associações científicas. Está organizado em conferências, mesas-redondas, minicursos e simpósios temáticos, com centenas de trabalhos inscritos. Contará com a participação de renomados conferencistas e apoio de várias instituições nacionais e de docentes, discentes e técnicos de instituições de Ensino Superior da região (Capes, Fapergs, Iphan, UCPel, UFPel, Furg e outras).

A conferência de abertura, a ser proferida na noite do dia 4 de novembro, será feita pelo cacique Babau, do povo Tupinambá e liderança do movimento indígena nacional; terá como tema A luta dos povos indígenas por seus territórios tradicionais no Brasil. A conferência de encerramento, marcada para a noite do dia 8 do referido mês, será realizada pelo professor doutor Alexander Wilhelm Armin Kellner, diretor do Museu Nacional, e versará sobre A reconstrução do Museu Nacional: um desafio para o Brasil.

O 20° Congresso da SAB também promoverá a Arqueologia e outros campos do conhecimento institucionalizados no Rio Grande do Sul e em outras regiões. Movimentará hotéis, "hostels", pousadas, restaurantes, lojas, agências de turismo, serviços de transporte, gráfica etc. na cidade de Pelotas. Também gerará emprego temporário e renda a pessoas que colaborarão com o evento, incluindo estudantes em situação de vulnerabilidade social, dentre outras relevâncias sociais. Na ocasião, a Brigada Militar intensificará o policiamento no entorno do local da reunião.

Ainda há tempo para a inscrição na categoria de ouvinte, com direito a fazer minicurso com carga horária de dez horas e a devida emissão de certificados. A programação e outras informações estão disponíveis no site www.xxcongresso.sabnet.com.br.

Todas as pessoas são bem-vindas ao 20° Congresso da SAB e à Princesa do Sul. 


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados