Editorial

Paula, mais quatro anos

30 de Novembro de 2020 - 07h09 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Paula Mascarenhas (PSDB) tornou-se na noite de ontem a primeira prefeita de Pelotas a conquistar a reeleição. Um feito que já entrou para a história do município, onde, tradicionalmente, os gestores sempre tiveram dificuldade de confirmar nas urnas mais quatro anos após o primeiro mandato.

Em entrevista ao Diário Popular quase na madrugada do primeiro turno das eleições, após faltarem pouco mais de 400 votos para encerrar o pleito em 15 de novembro, Paula reconheceu que enfrentava em 2020 uma campanha bem mais difícil em relação à anterior, de 2016. "Apanhava" de todos os lados, como fez questão de dizer, referindo-se aos adversários e ao discurso unificado dos opositores, de que representava o mesmo grupo no poder há 16 anos.

A partir de agora, mesmo sem esperar pela cerimônia de posse, Paula passa a ser a prefeita de todos, de quem votou nela e de quem optou por outro projeto. Dará continuidade, assim, às ideias propostas para um dos municípios mais importantes do Rio Grande do Sul, estratégico à Metade Sul, reconhecido nacional e internacionalmente pela produção científica de suas universidades. Uma cidade carente hoje de respostas às demandas surgidas durante a pandemia, que precisa voltar a pulsar e a fortalecer sua economia, e a investir no atendimento básico da população.

Não faltam problemas para resolver em Pelotas. A lista é grande, assim como também é grande a expectativa de todos os que votaram nela para se manter como prefeita. Se sua eleição em 2016 foi um marco, a de 2020 cresce em relevância pelos votos depositados nas urnas, responsáveis por autorizá-la a seguir representando os interesses da maioria. É assim que funciona a democracia. Se Paula terá vida fácil? Nem um pouco. Assim como Ivan não teria, caso fosse o escolhido.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados