Artigo

Palavras inglesas "safadas" II

18 de Setembro de 2021 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por Rubens Amador - Jornalista

Continuando com palavras na aparência semelhantes às portuguesas, o terror dos tradutores de inglês, aqui vamos desfilar mais algumas. Realty é bem de raiz e não realidade, que é really. Genial é cordial, jovial, nunca genial, que é genious. To ignero é desdenhar, não tomar conhecimento, e não ignorar not to know. Ingenuous significa habilidoso, inventivo, e não ingênuo, que é naive. To disagree é discordar, e não desagradar que é to displease. To devolve é transmitir por direito de sucessão e não devolver (to give back). Remmitent é intermitente, e não remetente (sender).

Ore é minério, não ouro, que é gold. Marmalade significa qualquer doce: Peach marmelade, pessegada, guava marmelade, goiabada, marmelada mesmo, é quince marmalade.

To demand é exigir, não demandar, que é to sue. Saloon é botequim, e nunca salão que é hall. Pension é pensão, no sentido de renda paga pelo Estado. Casa de Pensão é boarding house. Exit sempre é saída, e não êxito (success). Obsequies não são obséquios, mas sim exéquias, funeral. Obséquios é favors. Pelo que já vimos até aqui, nunca vá pela primeira impressão; mantenha-se de sobreaviso.

Cuide: to invest é aplicar capital, e não investir (to attack). To pretend em português é fingir, simular, e nunca pretender (to intend). Wagon é carroça. Vagão ferroviário é railway car. Mosquito é o pernilongo. Mosquito aquele do zunido é (fly). Fin é barbatana, fim é end. Rue significa arruda, e não rua (street). Bond é uma ação, um título comercial, e não bonde, que é street car. Real traduz-se por verdadeiro, genuíno, legítimo, e não real (royal). Really quer dizer efetivamente, em verdade, deveras, e não realmente, (royally).

Photography é arte fotográfica, e não fotografia (picture). Preciosity poder-se-ia traduzir por preciosismo, maneirismo, afetação, nunca como preciosidade (preciousness). Anotem bem: Coroner significa magistrado encarregado de investigar casos de morte suspeita, e não coronel (colonel). Coronel, aquele que dá dinheiro para manter garotas, chama-se sugar-daddy. Vest traduz-se por colete, veste é garment. Journal é revista especializada, e não jornal (newspaper). Policy não é polícia (police), mas sim apólice. Lent não significa lente (lens), mas quaresma. Pinto é um cavalo malhado, pinto é chick. To mar é deitar a perder, corromper, estragar. Mar é sea. Novamente cuidado: bus boy é auxiliar de garçom, nada a ver com rapaz do ônibus.

A exemplo de bus boy, outras palavras que não se pode traduzir literalmente: house opera é filme de faroeste. Horse sense nada a ver com cavalos, equivale a bom senso, em vernáculo. Soap opera equivale a radionovela. Ladies killer é sem matar ninguém, equivale a conquistador, galã. Dressed to kill não é vestido para matar, e sim vestido com esmero, na estica. School of fish é cardume.

French letter é apenas camisinha. Dutch party, "cada um paga o seu". Castor oil é óleo de rícino. Ghost writer, escritor que escreve para outros. Grass widow é mulher separada, divorciada. Cheese cake pode ser traduzida ao pé da letra, mas também quer dizer foto de garota com pouca roupa. Skeleton in the cupboard, não é esqueleto no armário, mas segredo de família que se quer esconder.

E, para finalizar, há vocábulos que, por terem sido erroneamente interpretados em português há tanto tempo, parecem corretos. São os casos de speaker, que não é locutor (radio announcer). Smoking não é paletó à rigor (tuxedo). E to like quer dizer gostar. Mas já to dislike não é desgostar, mas sim ter aversão, antipatia por alguém.

Esperando poder ser útil aos que se dedicam ao estudo do inglês, lembro-lhes que convém nunca esquecer o velho aforismo: "traduttori, traditori".


Comentários