Editorial

O texto da OMS que vale para todas as pessoas

03 de Agosto de 2020 - 08h50 0 comentário(s) Corrigir A + A -

O mais atual documento publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) - Modos de transmissão do vírus que causa a Covid-19: implicações para as recomendações de precaução para a prevenção e controle de infecções -, é um balizador a autoridades e pesquisadores que se debruçam diariamente sobre as questões em torno da pandemia, assim como ao público geral. No texto, constam novas evidências científicas relativas à transmissão do SARS-CoV-2 e o que se sabe sobre as pessoas infectadas.

O material reforça como a transmissão ocorre: pelo contato direto, indireto ou próximo com infectados, através de secreções como saliva e secreções respiratórias ou de suas gotículas respiratórias, expelidas quando o indivíduo infectado tosse, espirra, fala ou canta. No caso da transmissão por gotículas respiratórias, pode ocorrer quando a pessoa está em contato próximo, na faixa de um metro, com aquela que tem sintomas respiratórios ou que está falando ou cantando. Já a transmissão indireta envolve o contato com um objeto ou superfície contaminada.

Outra parte de material é de grande importância, principalmente para o trabalho preventivo. São seis medidas apresentadas pela OMS, indicadas a quem está na linha de frente. Destaca-se o que a maioria das cidades já desenvolve: identificar os casos suspeitos o mais rápido possível, testar e isolar todos em locais apropriados, assim como identificar e colocar em quarentena todos os contatos próximos das pessoas infectadas, e testar aqueles que desenvolverem sintomas.

Usar máscaras de tecido em situações específicas, como em locais públicos onde há transmissão comunitária, continua sendo uma medida importante, da mesma forma que praticar continuamente a higienização das mãos, o distanciamento físico e a etiqueta respiratória.

O foco, portanto, é a prevenção, tão necessária quanto perceber o cenário ao redor, ainda distante daquilo que podemos chamar de seguro e livre do vírus.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados