Editorial

O sarampo avança no Brasil

11 de Janeiro de 2019 - 08h34 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Do início de 2018 até a última terça-feira foram confirmados, no Brasil, 10.274 mil casos de sarampo, atualizados pelo Ministério da Saúde, com base em informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde. O cenário exige atenção, pois atualmente dois surtos da doença são identificados, no Amazonas (9.778 mil casos confirmados) e em Roraima (355 casos). Além disso, informa o Ministério da Saúde, três estados apresentaram óbitos pela doença, quatro em Roraima, seis no Amazonas e dois no Pará.

O Rio Grande do Sul também aparece na lista dos estados com casos, mas importados, num total de 45, e relacionados ao genótipo do vírus (D8), em circulação no Brasil, o mesmo ativo na Venezuela, onde o surto ocorre desde 2017. Também estão nessa lista São Paulo (3 casos), Rio de Janeiro (19 casos); Rondônia (2 casos), Bahia (2 casos), Pernambuco (4 casos), Pará (61 casos), Distrito Federal (1 caso) e Sergipe (4 casos).

O cenário levou o órgão federal de saúde a encaminhar vacinas às unidades com registros. Um total de 15,5 milhões de doses da vacina tríplice viral foram encaminhadas para atender a demanda dos serviços de rotina e a realização de ações de bloqueio, além da intensificação e campanha de vacinação para prevenir novos casos.

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações contribuem para agravar a doença, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. Em algumas partes do mundo, é uma das principais causas de morte entre menores de cinco anos de idade. A situação estava sob controle no Brasil, tanto que, em 2016, o país recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) o certificado de eliminação da circulação do vírus. (Com informações do Ministério da Saúde)


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados