Editorial

O melhor para Pelotas

07 de Julho de 2020 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

O presente de aniversário que todos gostariam de dar a Pelotas, pela passagem de seus 208 anos hoje, terá de ser transferido para outra oportunidade. As celebrações de rua, os bolos gigantes, as apresentações musicais, os eventos esportivos e o parabéns a você darão lugar a um pedido que o próprio aniversariante faz a seus convidados: se puder, fiquem em casa. E não apenas hoje, mas nos próximos dias. Evitem aglomerações e usem máscaras.

Pelotas vive o pior cenário desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e o momento é de reflexão e mudanças de comportamento. Não existe fórmula contra a disseminação, mas bom senso e atenção ao que os especialistas em saúde vêm dizendo há um bom tempo. O afrouxamento antecipado da flexibilização pode levar a um cenário bem ruim e acelerar o número de pessoas contaminadas. Pior ainda, o de vítimas fatais, aquilo que ninguém deseja.

A Princesa do Sul gostaria, é claro, de estar em festa hoje. Afinal, qual aniversariante não adora celebrar sua data? Ainda mais uma "personalidade" tão especial para o Rio Grande do Sul, reconhecida por todos os gaúchos por sua importância histórica, cultural e econômica. A festa será virtual, como vem sendo feito por muitos setores desde março, no trabalho, no ensino, na prestação serviços, nas conversas.

Os maiores exemplos de que é preciso recuar vêm de outros países, como China, Espanha, Japão e Nova Zelândia, que abriram suas fronteiras ou autorizaram o retorno à vida social e voltaram a registrar grandes surtos. tendo que fechar tudo novamente. Apesar dos alertas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Por isso, festejar uma conquista que ainda está longe de ser alcançada é precipitado. Assim como comemorar os 208 anos com segurança mostra-se como o melhor presente que todos podem dar a Pelotas hoje e nos próximos dias.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados