Editorial

O dinheiro para a cultura

06 de Julho de 2020 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Os municípios da Zona Sul vão receber mais de R$ 6,2 milhões para investir no setor cultural. O dinheiro chegará através da Lei 14.017/2020 (Lei Aldir Blanc), já sancionada pelo Governo Federal, destinado a ações emergenciais à área enquanto durar o estado de calamidade pública provocada pela pandemia. O recurso total ao país será de R$ 3 bilhões, divididos de forma igualitária entre estados e municípios.

Pelotas e Rio Grande são os entes contemplados com os maiores valores na região, segundo estimativa da Confederação Nacional de Municípios (CNM): R$ 2.156.528,91 e R$ 1.406.334,28, respectivamente. Entre outros investimentos, a verba precisa contemplar a manutenção de espaços artísticos e culturais, micros e pequenas empresas culturais, organizações culturais comunitárias, cooperativas e instituições culturais; além de editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor.

Confira quanto a Zona Sul vai receber:

Aceguá - R$ 51.567,77
Amaral Ferrador - R$ 63.728,46
Arroio do Padre - R$ 40.354,82
Arroio Grande - R$ 151.612,73
Candiota - R$ 78.304,16
Canguçu - R$ 406.459,39
Capão do Leão - R$ 199.787,96
Cerrito - R$ 58.361,77
Chuí - R$ 61.861,54
Herval - R$ 62.529,52
Jaguarão - R$ 207.358,42
Morro Redondo - R$ 61.085,08
Pedras Altas - R$ 34.902,49
Pedro Osório - R$ 67.719,22
Pelotas - R$ 2.156.528,91
Pinheiro Machado - R$ 101.507,16
Piratini - R$ 165.143,64
Rio Grande - R$ 1.406.334,28
Santa Vitória do Palmar - R$ 232.325,57
Santana da Boa Vista - R$ 69.820,23
São José do Norte - R$ 212.428,23
São Lourenço do Sul - R$ 327.442,83
Turuçu - R$ 43.215,15


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados