Análise

Entrelinhas

04 de Maio de 2014 - 17h24 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por Luiz Carlos Freitas - Jornalista
lcfreitas55@gmail.com

Guerra eleitoral
As eleições gerais de outubro serão uma disputa política sanguinolenta - pior do que pelada de futebol na várzea, onde do pescoço pra baixo tudo é canela. Os “pensadores” da ultrapassada esquerda brasileira já se deram conta - por óbvio - que a “guerra” está praticamente perdida. Desesperados, de cabelo em pé e turbinados por energéticos, já não dormem e vão se utilizar de todos os estratagemas - legais e ilegais - para tentar reverter a derrota iminente. A realidade dos fatos mostra ao PT e a todos - inclusive ao cidadão comum mais atilado - que a gestão de Dilma Rousseff é um desastre - em todos os sentidos, inclusive o sexto. Os petistas admitem - agora, somente agora - ter sido um erro tentar transformar um poste em estadista. As hostes lulistas se autoflagelam por terem sido coniventes com a ideia do “chefe”, aceitando passivamente a indicação de Dilma, a Minucha - mistura de mineira com gaúcha. O projeto político do PT, embasado na convicção de eternizar-se no poder pelo voto, está por um fio. As lideranças mais experientes e atiladas sabem que a candidatura Dilma está ruindo como se castelo de areia varrido pelas ondas do mar - feito de gente indignada e a ansiosa por mudanças. Outras correntes acreditam que ainda é possível estancar o repúdio eleitoral à candidatura de Dilma e tentarão - via marketing e dinheiro, muito dinheiro - reverter a situação. Também contam com o sucesso da Copa e a vitória da Seleção Brasileira. Essas são as “armas secretas” para tentarem vencer a eleição. Estão ferrados de vez! A Copa será um fiasco e a equipe de Felipão irá tropeçar na própria vaidade!

Imbróglio
Prefeitura marcou reunião com o Simp para o dia 9 de maio, às 9h, no Paço Municipal. Ocorre que, no mesmo dia e horário, a entidade já havia convocado assembleia geral da categoria. Ao receber o comunicado, quarta-feira à tardinha, dirigentes do Sindicato fizeram contato com o Executivo... Amanhã, o prefeito Eduardo Leite define nova data para discutir a pauta salarial e outras reivindicações dos municipários. O prazo de resposta ao Simp foi cumprido!, resmungou um dos assessores do prefeito.

Suspense
Maio chegou e continua o suspense quanto às mudanças na administração. Assessores próximos dizem que o prefeito Eduardo Leite, por conta de sua índole, tem dificuldades em lidar com exonerações e trocas de colaboradores. Mas é preciso encarar esta, prefeito! É desagradável, mas a função exige esse tipo de decisão. Aliás, considere que o erário não pode e nem deve sustentar parasitas ou incompetentes. Não seja complacente com quem não merece.

Tarso
Em artigo publicado no site Carta Maior, autointitulado portal da esquerda brasileira e latino-americana, o governador Tarso Genro (PT) é enfático: “A lenta, mas firme desagregação da esquerda europeia depois da quebra da URSS está ancorada em fatores ‘objetivos’, tais como as mudanças no padrão e acumulação capitalista - ‘pós-industrial’ como já analisavam alguns economistas há 30 anos - que atravessaram a sociedade de alto a baixo”.

Temor
Ainda no artigo, Genro faz um alerta: “Lido este cenário de refluxo da esquerda e de retomada dos valores do neoliberalismo selvagem, que devasta as conquistas da social-democracia europeia, pode-se concluir que o debate verdadeiro no processo natural em curso (referindo-se à eleição no Brasil) - momento mais importante da nossa democracia republicana concreta - é o seguinte: ou o projeto lulo-petista se renova, baseado no muito que já fez e conquista novos patamares de confiança popular, ou o refluxo direitista liberal, que assola a Europa, chegará em nosso país pela via eleitoral, legitimado por eleições democráticas”. Prolixo, erudito, mas esclarecedor e lúcido o artigo de Tarso Genro. Talvez represente o sentimento da maioria do PT.

Contra-ataque
No editorial publicado dia 1° de maio, intitulado A encruzilhada brasileira, o portal Carta Maior diz o seguinte: “Ainda há tempo de esclarecer à sociedade o verdadeiro divisor de águas desta eleição. A escolha é reordenar a economia com o escalpo dos assalariados, como prescreve a restauração neoliberal; ou ancorar o resgate da democracia social num pacto político que sincronize ganhos de produtividade, crescimento e redistribuição da riqueza. Essa é a atualidade do 1º de Maio de 2014”. A contraofensiva ao desprestígio de Dilma e do PT virá de todos os lados. Será um salve-se quem puder!

Ecologia
A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou proposta que institui o Programa Brasileirinhos Amigos do Verde. O objetivo é incentivar os municípios a adotar medidas de preservação do meio ambiente e educação ambiental, por meio do plantio de uma muda de árvore a cada nascimento de criança no seu território. O projeto ainda vai passar pelo crivo de outras comissões e morrerá na praia.

Mulheres
Câmara dos Deputados analisa projeto bom, bonito e barato. Ele concede dedução de 10% no imposto de renda às empresas que contratarem mulheres chefes de família. A proposta define mulher chefe de família como sendo a trabalhadora, sem cônjuge, com filho dependente e rendimento familiar per capita igual ou inferior a meio salário mínimo. Tomara que o projeto não fique trancafiado nas gavetas do Congresso!

 


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados