Artigo

Dia do Amigo

19 de Julho de 2019 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Paulo Eugenio Milan Castro, servidor público federal

Amanhã celebramos o dia da amizade. Esse sentimento desinteressado e de fidelidade para com nosso amigo.

Afinidade e amizade caminham juntas e reverberam em uma união de almas que se preferem para cumprir uma jornada de trabalho ou de lazer.

Em que pese toda a correria do dia a dia, um espaço para espiritualização sempre é bem-vindo no convívio com aquele que é uma espécie de sentinela, um plantonista que sempre nos presta socorro nos machucados e adversidades da vida.

Muitas homenagens já foram prestadas ao verdadeiro amigo. Descortinaram-se muitas placas, a fim de eternizar as mais caras manifestações de apreço por tais entes tão queridos.

Aproveito aqui, para lembrar um grande amigo falecido ano passado. Trata-se do professor e escritor Luiz Artur Borges. Tão presente no meu cotidiano profissional e pessoal. Incansável pesquisador da obra de João Simões Lopes Neto.

O companheiro poderá estar próximo ou distante, entretanto os laços afetivos serão estreitados, mesmo no abraço físico, na comunicação virtual ou póstuma.

Cantores e poetas já foram bem recorrentes com belas canções reverenciando o amigo, este ser que está sempre disponível para nos ouvir, para interceder por nós, estando presente no momento em que nossos olhos brilham ou naqueles instantes em que nosso semblante tem um aspecto cinzento de um dia nublado e a visão ofuscada pelas lágrimas.

O afeto se constrói espontaneamente, são pontes que nos conectam com o alto, com o mundo superior, onde habitam os sentidos nobres e as sensações do bem.

Preservar uma amizade é requisito essencial. É dar primazia ao nosso interior. É permitir-se conservar um tempo para confraternização, um chimarrão ou um churrasco para se ter por perto alguém nos momentos certos.

Presenteá-lo é facultativo. Ele ficará contente e o comércio ainda mais.

Se sua preferência é abraçá-lo e dizer-lhe algumas palavras de gratidão, certamente os dois estarão aumentando o nível de endorfina, hormônio do bem-estar e que faz muito bem aos corações.

 


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados