Instantâneos

Crise na CEEE

Depois de mais de 30 tentativas de ligação telefônica e várias mensagens consegui falar com um atendente do tal 0800 que me disse que o problema residia em dois postes e que não havia previsão de retorno da luz

14 de Dezembro de 2012 - 06h15 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Rogério T. Brodbeck, colaborador

A CEEE cada vez mais mostra sua incompetência para agir em caso de desastres, como agora no episódio do vendaval que assolou boa parte do Rio Grande do Sul. Nessas ocasiões deveriam contratar mais empresas terceirizadas para ajudar na recuperação das linhas, sem contar apenas com suas equipes e as das terceirizadas sob contrato normal. Em caso de anormalidade, medidas emergenciais, ora. Não é o que se vê. Depois de passarmos quase incólumes, com energia normal na nossa rua, lá pelas 20h30min de terça-feira faltou luz.

Depois de mais de 30 tentativas de ligação telefônica e várias mensagens consegui falar com um atendente do tal 0800 que me disse que o problema residia em dois postes e que não havia previsão de retorno da luz. Mais de 12 horas depois, isto é, às 9h da manhã de quarta uma equipe começou a escorar dois postes de uma rua adjacente, que estavam inclinados, e segundo a companhia, ameaçando cair. Ou fizessem o serviço terça mesmo ou desligassem a energia quarta de manhã, mas não nos deixassem sem luz por mais de 12 horas, com as consequências naturais de falta de água, banho, TV, internet, carga em celular, perecíveis perdidos, calor, mosquitos, etc e tal... Está na hora de a empresa se profissionalizar. A luz voltou depois das 10h e a empreiteira apenas improvisou, escorando os postes... A troca definitiva será outra conversa...


Comentários

  • Dimas - 15/12/2012

Diário Popular - Todos os direitos reservados