Editorial

Contra o tráfico de animais

27 de Setembro de 2013 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Neste domingo o país verá nascer a Campanha Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Selvagens. A iniciativa do Conselho Federal de Medicina Veterinária ganhará as ruas das capitais neste Dia de Conscientização. A duração será de um ano. O objetivo principal é conscientizar a sociedade para o combate ao tráfico de animais e impedir o avanço desse crime.

O presidente da Comissão Nacional de Animais Selvagens, Rogério Lange, disse, em entrevista à Agência Estado, que a finalidade da campanha "é despertar a opinião pública sobre os danos promovidos aos animais selvagens, o prejuízo que essa prática ilegal representa na redução da diversidade da fauna e o risco de doenças nas famílias que adotam animais selvagens como animais de estimação".

“As pessoas que têm animais de estimação de origem selvagem, têm porque gostam de animais, é um amor que causa um dano incomensurável, esse é o alerta que a gente quer fazer, é um amor madrasto que não deve seguir nesse rumo”, disse Rogério Lange.

Dados do último estudo feito em 2001 pela Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Selvagens (Renctas) apontam que 38 milhões são retirados da natureza todo ano, o equivalente a 400 animais por dia. Pior: 90% morrem antes mesmo de chegarem ao destino final. O estudo ressalta as péssimas condições impostas pelos traficantes a esses animais.

A Renctas salienta ainda as formas precárias de captura, o estresse a que são submetidos os animais, as más condições de alimentação e de transporte. Este semestre, em Brasília, foram apreendidos cerca de mil animais, quantidade quase 20% superior às ocorridas no mesmo período de 2012.

Além de reduzir e eliminar a quantidade de espécies da nossa fauna, o tráfico compromete o equilíbrio do ecossistema. Outra preocupação é com a saúde do homem, já que algumas doenças contagiosas são de origem animal.

A iniciativa ocorrerá em zoológicos, praças públicas e em parques. Médicos veterinários e zootecnistas esclarecerão a sociedade com distribuição de cartilhas para que as pessoas possam entender melhor o que significa o tráfico de animais. Um belo projeto!

 


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados