Editorial

Brasil precisa buscar seus alunos

24 de Janeiro de 2020 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

A poucas semanas da retomada do ano letivo, nas redes pública e particular, um alerta às autoridades e também aos pais ou responsáveis: a evasão tem quase dois milhões de rostos, de crianças e adolescentes, no Brasil.
É por isso que o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lançou um apelo nesse início de 2020, para que todos os municípios realizem a Busca Ativa Escolar. Através da aproximação das equipes da administração pública e da sociedade, ir de casa em casa encontrar e levar para a escola todos aqueles que estejam distante da educação. Não é uma tarefa fácil, pois requer organização, planejamento e engajamento de todos.


A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua) de 2017 identificou 1,9 milhão de jovens fora da escola no Brasil. E os mais prejudicados costumam ser crianças e adolescentes das camadas mais vulneráveis da população, que já não têm outros direitos respeitados. São principalmente pobres, negros, indígenas e quilombolas, lembra a Unicef. Uma boa parte deixa os bancos escolares ainda cedo, nos primeiros anos, para trabalhar e contribuir com a renda familiar; enquanto outros têm algum tipo de deficiência.
Torna-se fundamental, assim, resgatar esse público e oferecer a ele um dos direitos mais importantes que o indivíduo pode receber em sua vida: a educação. Responsável, muitas vezes, por fazer a diferença e libertá-lo de um mundo que jamais conseguiria sair sem ajuda.


A busca, é claro, não termina apenas com o estudante sentado na cadeira, dentro da sala de aula. "Não adianta apenas ofertar vagas na escola. É preciso unir esforços de diferentes áreas - educação, saúde, assistência social, entre outras - para ir atrás de cada um, entender as causas da exclusão e tomar as medidas necessárias para garantir a matrícula e a permanência na escola, aprendendo", reforça Verônica Bezerra, especialista em Educação do Unicef.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados