Ponto de Vista

Brasil chora perda do ator alegretense Walmor Chagas

Considerado um dos mais talentosos atores brasileiros, Walmor Chagas tinha muitos amigos e admiradores no meio artístico

22 de Janeiro de 2013 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Lino Tavares, jornalista

O Brasil inteiro lamenta a morte do ator Walmor Chagas, ocorrida sexta-feira (18) em Guaratinguetá, interior de São Paulo, em circunstâncias não esclarecidas, quando o corpo foi encontrado com uma marca de tiro na cabeça. Alegrete tem um motivo a mais para sentir a perda do artista, por ser sua terra natal, a exemplo do que acontece em relação ao também ator Paulo César Pereio, protagonista do famoso filme Eu te amo, produzido em 1981, tendo no papel principal as atrizes Vera Fischer e Sônia Braga.

O ator morava em São Paulo, desde a década de 1950, onde ingressou na carreira artística como ator de teatro e de cinema, tendo atuado, a partir de 1965, nos filmes Xica da Silva, Luz del fuego, Parahyba Mulher Macho, Pátria Amada, Memórias póstumas e Valsa para Bruno Stein.

No mesmo ano começou seu trabalho na televisão, atuando na novela Teresa, na TV Tupi, onde deu sequência à carreira, participando das telenovelas A outra, Amor tem cara de mulher e Nenhum homem é Deus. Marcou época na TV Globo, onde ingressou em 1970, destacando-se em produções como As bruxas, Selva de pedra, Corrida do ouro, O grito, Locomotivas, Coração alado, O pagador de promessas, Sex appel, Esperança e Pé de jaca. Teve breve passagem pela TV Record, participando em 2007 da novela Caminhos do coração. Era viúvo da atriz Cacilda Becker, com quem teve uma filha, Maria Clara Becker Chagas.

Considerado um dos mais talentosos atores brasileiros, Walmor Chagas tinha muitos amigos e admiradores no meio artístico, vários dos quais manifestaram-se surpresos e pesarosos pela morte do colega, fazendo declarações nesse sentido e destacando suas virtudes. Entre os depoimentos, destacamos os seguintes, veiculados no Jornal nacional e nas redes sociais da Internet.

Juca de Oliveira - "Vai ficar uma saudade enorme, para o teatro especialmente, mas uma falta para a cultura brasileira. Walmor Chagas foi na minha opinião um dos mais excepcionais, um dos mais talentosos atores do país de todos os tempos. Pelo menos um dos mais talentosos que eu vi representar."

Yoná Magalhães - "Perde-se uma joia, um ator maravilhoso, com tantos anos de teatro e televisão. Tem uma longa bagagem. É lamentável."

Marcos Caruso - "Eu acho que todos nós, particularmente eu, nos sentimos muito pequenos diante da morte. Diante da morte de um grande ator, me sinto menor ainda."

Jô Soares - "O Walmor era um dos maiores atores que vi em cena em qualquer lugar do mundo, um ator extraordinário. Foi também um homem de beleza fantástica. Um ator que em qualquer gesto ficava maior."

Tony Ramos - “Deixou meio sem chão. Só quero lembrar desse grande ator. Minha primeira novela na TV Tupi era com ele. Um dos maiores atores da história brasileira. Levei um susto com a notícia, parece um filme passando em nossas mentes.”

Lucélia Santos - “Estou muito emocionada. O que eu posso dizer é que como atriz e como colega de trabalho sempre considerei o Walmor um dos melhores atores do Brasil e do mundo e um dos melhores amigos da minha vida inteira. Eu convivi muito com Walmor, na televisão, no teatro e a vida inteira.”

Aguinaldo Silva - "Não dá pra escrever nem dizer nada: só adeus Walmor. Sem você a gente fica mais pobre e sem razão. Boa noite meu príncipe, vai com Deus."

José de Abreu - "Walmor Chagas. Grande sujeito. Me ensinou muito pra fazer o filme A intrusa, que me deu prêmio em Gramado e me trouxe para a Globo. Meu primeiro Réveillon no Rio foi na casa do Walmor, em São Conrado. O cozinheiro era também bailarino, foi o primeiro chef do Guimas.”


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados