Editorial

Boa oportunidade para ajudar a cidade

Nos dias 2 e 3 de maio a prefeitura de Pelotas realiza o Seminário de Mobilidade Urbana

23 de Abril de 2013 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Não é difícil encontrar pelotenses e até mesmo moradores de outros municípios que tenham alguma crítica a fazer ao trânsito da cidade e à estrutura de organização do sistema por onde circulam dezenas de milhares de veículos - motorizados ou não - todos os dias. O trânsito de Pelotas é péssimo, em alguns momentos bagunçado, já registra inúmeros congestionamentos e caminha, se nenhuma atitude a curto prazo for adotada, para o caos. A saída para muitos desses problemas pode estar no Seminário de Mobilidade Urbana, que a prefeitura organiza e pretende realizar nos dias 2 e 3 de maio. Será dada neste evento a largada ao Plano de Mobilidade Urbana, uma exigência federal, e aperfeiçoado o projeto de corredores de ônibus proposto ao PAC Mobilidade Urbana.

Encontra-se no Seminário de mobilidade urbana uma oportunidade única para a população, que tanto reclama e cobra ações das autoridades, acompanhar de perto o futuro da cidade neste setor tão importante e, ao tempo, tão complicado no dia a dia. Se a maioria deseja fugir dos problemas do trânsito, a maioria também encontra nele uma necessidade de trabalho ou da administração dos lares. Ninguém escapa, mesmo que ande a pé, das questões envolvendo o tema.

Na última semana técnicos da ONG Embarq Brasil e integrantes do Grupo Observatório da Mobilidade reuniram-se com a secretária Joseane Almeida e a equipe da Secretaria de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana (SGMU) para organizar o Seminário. Representantes da Embarq visitaram ainda pontos estratégicos da cidade e conheceram projetos da prefeitura para indicar oficinas de trabalho. O evento deve resultar ainda na montagem do Conselho Municipal de Mobilidade. Pelotas possui hoje apenas o Conselho Municipal de Trânsito.

Como em qualquer outra questão envolvendo serviço público, perceber as necessidades da população é importante ao trabalho. E pode estar na rotina do cidadão a resposta a algumas questões em aberto. Ele - e todos os demais que o repetem - sabe o que está ruim e aquilo que deve ser melhorado. Esse olhar dos técnicos, aliado à percepção popular, pode ajudar a prefeitura a qualificar o sistema de mobilidade do município. Quantas vezes a administração refez, por exemplo, as rótulas do Laranjal, depois que os motoristas protestaram e disseram que elas estavam erradas e potencialmente perigosas?

O Seminário de mobilidade urbana é um dos eventos mais importantes dos últimos anos pela importância que representa à cidade. Por isso, acompanhá-lo de perto, trabalhar para que seja qualificado e atinja seu objetivo tornam-se relevantes.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados