Editorial

Abaixo do esperado

03 de Maio de 2014 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Ninguém poderia prever. Principalmente porque se tem sempre com relação à tecnologia – e cada vez mais nos últimos anos – uma expectativa de adesão gigantesca. Pois mesmo que tenha aumentado três vezes no comparativo ao ano passado, as declarações do Imposto de Renda enviadas por tablets e smartphones ficou bastante abaixo da expectativa. O próprio secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, admitiu isso. Em 2014, foram 24 mil declarações por meio de dispositivos móveis. Em 2013, 7,3 mil.

A questão está no potencial de envio por aparelhos móveis que, de acordo com Barreto, é de até cinco milhões de contribuintes. Ele disse ainda, em entrevista à Agência Estado, que a Receita estudará a aceitação da nova tecnologia, mas atribuiu a adesão abaixo do esperado a questões culturais. “Como se trata de uma novidade, essa evolução é mais lenta por questões culturais”.

O mesmo fenômeno foi observado, também segundo Barreto, quando a declaração começou a ser preenchida e entregue pela internet. “Na transição do papel para a internet, a adesão também foi gradual. Sempre é assim quando surge uma nova tecnologia”. Apesar disso, ele manifestou otimismo no médio e no longo prazo em relação à utilização dos tablets e smartphones, com base no fato de que há 75 milhões de aparelhos móveis com acesso à internet em funcionamento no país.

A maior complicação para a não utilização do sistema pode ter sido esta: o fato de os aplicativos não permitirem o preeenchimento de declarações retificadoras. Isso certamente colocou limites no interesse pelos dispositivos móveis. Mas Barreto, contudo, não considerou esse o principal motivo para a baixa adesão. Este foi apenas o segundo ano em que os contribuintes podem usar tablets e smartphones para acertar as contas com o Fisco.

Novidade que entrou em vigor neste ano para as pessoas físicas com certificação digital, as declarações preenchidas com antecedência pela Receita também atraíram menos interessados do que o previsto. O recurso permite ao contribuinte receber a declaração com todas as informações, bastando confirmar os dados para fazer a transmissão.

De acordo com a Receita, 120 mil contribuintes baixaram o programa que permite receber a declaração preenchida previamente. Hoje há um milhão de pessoas físicas com certificação digital. Porém, o total de contribuintes que adotaram o recurso pode ser maior porque um programa pode ser usado por mais de uma pessoa.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados