Editorial

A realidade atrás dos dados

21 de Agosto de 2019 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Uma nova ferramenta para colaborar com a divulgação de dados e ajudar gestores na tomada de decisões de políticas públicas. O Observatório da Diversidade e da Igualdade de Oportunidades no Trabalho, lançado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT), já está disponível para consulta.

Durante o lançamento, em Brasília, a funcionalidade da plataforma foi destacada pelo procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury. Ela permite identificar desafios e oportunidades, em termos de políticas públicas, a partir de diferentes categorias de análise, como gênero, raça, pessoas com deficiência, LGBTI e grupos populacionais e tradicionais específicos (ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, indígenas, quilombolas, comunidades de terreiro, e ciganos, entre outros).

O modelo aponta, por exemplo, que no Brasil o rendimento mensal das mulheres no setor formal da economia é de R$ 2,7 mil (média), enquanto homens recebem R$ 3,2 mil. Já mulheres brancas alcançam 76% do rendimento dos homens brancos. Porém, os valores são ainda menores para homens negros (68% dos homens brancos) e mulheres negras (55% dos homens brancos).

Os dados que abastecem o Observatório vêm de repositórios públicos e oficiais, do Sistema Estatístico Nacional, e de registros administrativos, onde constam informações demográficas, econômicas, produtivas e de proteção social, destaca a ONU Brasil.

A quem deseja compreender melhor a realidade do seu município, é possível ainda desagregar os números e informações por unidades federativas e para cada um dos 5.570 municípios brasileiros. A consulta está disponível em https://smartlabbr.org/.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados