Editorial

O cuidado precisa permanecer

25 de Setembro de 2020 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Dados divulgados nesta semana pelo Ministério da Saúde apontam que depois de iniciado um movimento de queda, o número de casos e de mortes provocadas pela Covid-19 voltaram a subir no país. O boletim, que retrata a Semana Epidemiológica (SE) 38, revela que os registros de diagnósticos positivos para a doença aumentaram 10% e as notificações de óbitos pelo novo coronavírus tiveram um incremento de 6%. A análise considera o período de 13 a 19 deste mês.

Conforme o levantamento, a soma de casos na SE 38 foi de 212.553, contra 192.687 na semana epidemiológica anterior. A curva havia iniciado um movimento de queda na Semana Epidemiológica 30; há dois meses, teve um incremento entre as SEs 35 e 36 e havia sofrido uma queda grande entre as SEs 36 e 37, até ter essa reversão da tendência.

É importante chamar a atenção que embora a mudança na trajetória da curva tenha ocorrido em todas as regiões do país, ela foi mais acentuada no Centro-Oeste (16%), Sul (12%) e Nordeste (11%).

Aqui em Pelotas e em Rio Grande um outro dado, divulgado ontem pelo Diário Popular, deve ser analisado com cautela. Trata-se do índice de isolamento social que despencou 10,8%, entre os dias 6 e 21 deste mês, e chegou a 46,2% em Pelotas e a 40,8%, na cidade vizinha. O ideal, conforme especialistas é ficar na casa dos 60 a 70%.

A permanência da região por quatro semanas consecutivas em bandeira laranja para o isolamento social não significa relaxar no cuidado. É bem o contrário! As autoridades locais seguem orientando pelo isolamento. Cada um de nós precisa seguir fazendo a sua parte.


Comentários