Artigo

31 de maio

28 de Maio de 2020 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Roni Quevedo, médico

Adotado desde 1988 pelos Estados Membros da Organização Mundial de Saúde - 31 de maio - Dia Mundial sem Tabaco. O tabagismo é considerado um grave problema de saúde pública e urge ações com fortes e permanentes medidas de controle.

Para o ano de 2020 o objetivo da campanha global é de conscientizar os jovens para resistirem às táticas de manipulação utilizada pela indústria da nicotina.

O tabagismo é caracterizado como doença pediátrica e crônica. É também a primeira causa de morte evitável no Mundo, matando 8 milhões de mortes/ano. Mais de 6 milhões por uso direto e cerca de “1 milhão por fumo passivo”.

Transmitida por pai, mãe, irmãs e irmãos, avô, avó, tias e tios, madrinhas e padrinhos. Transmitida pelos amigos e por desafetos, pelos vizinhos também. Transmitida por ídolos do esporte, de qualquer esporte, cantoras e cantores.

Transmitida por quem quer que seja desde que esteja fumando cigarro, charuto, cachimbo ou narguilé.

É escancaradamente explícita a encenação de artistas em novelas, filme, seriados, etc., fumam em toda e qualquer situação seja ela triste, feliz, estado ansioso, apressado ou em repouso, demonstrando assim, na prática, que nem sabem por que estão fumando. Fumam porque a indústria do tabaco domina, pelo tóxico, seu comportamento.

Tabagismo é uma doença diferente, pois mata metade de seus usuários habituais. O tabaco é uma substância muita estranha, adoece e mata os não usuários também.

É transmitida e, serve como mau exemplo, por todo e qualquer agente de saúde ou professor fumante!

Todo fumante compromete a vida saudável do fumicultor e sua família. O tabagista está contribuindo para poluição ambiental (solo, ar, água - de difícil reversão), causa desmatamento, incêndios e para o acúmulo de lixo através da dispensação das baganas/bitucas.

A fumicultura não contemplam positivamente nenhum dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável _ (ODS), acordados entre 193 países membros da ONU (Agenda 2030).

A mão de obra das crianças e adolescentes - Trabalho Infantil - faz parte dos diferentes estágios da cadeia produtiva do tabaco (no uso de agrotóxicos, na colheita das folhas de fumo e na montagem de fardos para secagem). Estão localizadas no Rio Grande do Sul sete dos dez maiores municípios produtores de tabaco no Brasil - Canguçu, São Lourenço do Sul, Venâncio Aires, Santa Cruz do Sul, Camaquã, Candelária e Vale do Sol.

428 pessoas morrem por dia no Brasil devido ao tabagismo, são mais de 156 mil mortes por ano devido ao tabaco. O tabagismo custa ao Sistema de Saúde cerca de R$57 bilhões anualmente.

Segundo dados do Instituto de Pesquisa e Opinião (IPO - 2019), em Pelotas ¼ da população é fumante. A investigação registrou que atualmente 74 mil pelotenses fumam em média 13 cigarros por dia.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados