Editorial

De volta às vendas

21 de Julho de 2018 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Após a freada associada à greve dos caminhoneiros, vendas do comércio voltam a reagir. Conforme dados apurados pela Boa Vista SCPC, o varejo em todo o Brasil avançou 3,1% no acumulado do 1º semestre de 2018. O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas, aponta que na avaliação mensal dessazonalizada a atividade cresceu 1,0% ante maio. Já no acumulado em 12 meses, o indicador avançou 4,5% (julho de 2017 até junho de 2018 frente ao mesmo período do ano anterior). Com relação à avaliação contra junho do ano anterior, também houve registro de crescimento, com alta de 3,1%.

Além da volta ao crescimento das vendas no varejo pós turbulências associadas à greve dos caminhoneiros no final de maio, ocorreu evolução no semestre, mas em ritmo menor do que o esperado, devido ao baixo desempenho da economia e ao mercado de trabalho fragilizado. Especialistas da Boa Vista SCPC esperam que com a continuidade da expansão do crédito, a melhora no emprego e na confiança dos consumidores, ocorra a consolidação de um ritmo de recuperação maior no segundo semestre.

Móveis e Eletrodomésticos foi o setor que apresentou maior alta na análise mensal, com aumento de 2,0% em junho, descontados os efeitos sazonais. Nos dados sem ajuste sazonal, a variação acumulada em 12 meses foi de 6,2%. A categoria de "Tecidos, Vestuários e Calçados" também registrou crescimento de 1,3% no mês. Na comparação da série sazonal, nos dados acumulados em 12 meses houve avanço de 2,2%.
A atividade do setor de "Supermercados, Alimentos e Bebidas" ficou estável no mês na série dessazonalizada. Na série sem ajuste, a variação acumulada subiu 3,9%.
O segmento de "Combustíveis e Lubrificantes" subiu 0,5% em junho considerando dados dessazonalizados, enquanto na série sem ajuste, a variação acumulada em 12 meses ainda apresenta queda de 1,3%.

O indicador Movimento do Comércio é elaborado a partir da quantidade de consultas à base de dados da Boa Vista SCPC, por empresas do setor varejista. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100, e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

 


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados