Estilo

Matizando

05 de Outubro de 2019 - 05h00 Corrigir A + A -

Maria Alice Estrella

As estações do ano se confundem de tal forma que num mesmo dia podemos sentir que todas chegam sem cerimônia e, sem pedir licença, vão enchendo as horas com chuvas, sol, ventos e frio numa coletânea de climas misturados.
Lembro, num tempo não muito distante, que as estações climáticas eram mais demarcadas e mantinham suas características peculiares sem invadir o espaço do antecessor ou do sucessor. Verão, outono, inverno e primavera faziam valer as cláusulas de um tipo de tratado de boa vizinhança. Cada um na sua, como dizem os mais jovens.
Porém, um detalhe me ocorreu. Um detalhe de intensa relevância, diga-se de passagem. Uma das estações que compõem o quarteto é do gênero feminino.
No Hemisfério Norte se prenuncia o outono, senhor taciturno e melancólico. O verão, jovem robusto e iluminado, se retira lentamente. E aqui no extremo sul, o oposto acontece. O inverno, ancião de longas barbas brancas e gélidas sai de cena, resmungando e cede espaço para a jovem primavera se instalar.
A primavera traz com suas vestes vistosas um tom de festa, de renovação, que enche a atmosfera com as sutilezas de ser mulher. Caprichosa, ela vem montada no cavalo da aurora no galope dos sentimentos e, esvoaçando seus lindos cabelos, espalha seu perfume por onde passa. Muitas flores colorindo a natureza numa temperatura amena e suave. O vento alvoroça o ar em torno dos dias e o viço da vida transborda em todos os ambientes, dentro e fora de cada um de nós.
Da janela posso ver as buganvílias matizando os muros com cores indescritíveis e sou forçada a reconhecer que, na primavera fico mais animada, contaminada pelo canto dos pássaros. Sementes de alegria viajam nas asas das ventanias.
E mesmo que apareça algum sinal de outra estação em meio aos meses que pertencem à primavera, ela não se desfigura porque, como já disse, é capaz de se refazer, em questão de minutos, graças a sua força e tenacidade feminina.
Afinal, a primavera se recompõe como só as mulheres são capazes. Retoca a maquiagem, respira fundo, escancara janelas, abre portas e sai para desfrutar da vida com a insistente mania de colorir momentos com vários matizes, sem receio de perder o tom
Primavera, feminino singular!

 

Comentários Comente

REDES SOCIAIS

Diário Popular - Todos os direitos reservados