Primeira em casa

Farroupilha tem primeira decisão em casa

Fantasma enfrenta o Guarany de Bagé, às 15h, no Nicolau Fico

12 de Julho de 2018 - 11h41 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Fantasma ainda não conseguiu vencer o alvirrubro nesta temporada (Foto: Gustavo Pereira - Especial DP)

Fantasma ainda não conseguiu vencer o alvirrubro nesta temporada (Foto: Gustavo Pereira - Especial DP)

Não há pelotense que não simpatize com o Grêmio Atlético Farroupilha. Nas ruas de Pelotas, a sabedoria popular diz que o Tricolor é o segundo time de todos os rubro-negros e áureo-cerúleos. O simpático Fantasma viveu os anos de glória, de uma história de conquista centenária, em um passado meio distante. Mas apesar de toda a dificuldade financeira no decorrer dos anos - agravada após o rebaixamento para a Terceirona em 2013 - o bairro Fragata nunca deixou de ver a bola rolar. As valorizações e as apostas sempre foram nos pelotenses. O esquadrão Tricolor agora é comandando por Antônio Freitas, nascido e criado na Princesa do Sul. É ele que tenta levar o Farrapo ao acesso a partir desta quinta-feira (12), às 15h, no Nicolau Fico na partida de ida da semifinal contra o Guarany de Bagé.

O Fantasma pode seguir o caminho dos dois rivais, Brasil e Pelotas. Ambos tiveram sucesso na caminhada de retorno ao palco principal do futebol gaúcho. O Xavante fez a epopeia de sair da Divisão de Acesso para a Série B, enquanto o Lobo conquistou o direito de disputar o Gauchão do ano que vem. Com essas inspirações, o Farrapo tenta confirmar a hegemonia do futebol pelotense no futebol do interior.

Único clube bicampeão estadual do interior, o Guarany de Bagé promete ser um adversário complicado. Treinado pelo lendário ex-centroavante Badico, que muitas vezes deu a alegria aos torcedores pelotenses, o alvirrubro é a equipe de melhor campanha da Terceirona. Na primeira fase fez 21 pontos contra os 17 do Tricolor. Inclusive foi algoz do Farrapo. A equipe de Freitas não conseguiu vencer o time de Bagé. Derrota na Rainha da Fronteira, por 2 a 1, e empate no Nicolau Fico em 1 a 1.

Dentro de campo, o técnico Antônio não poderá contar com Júnior. O zagueiro acabou expulso na partida frente ao Elite e deverá ser substituído por Índio.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados