Saúde pública

Santa Casa de São Lourenço receberá repasse extra

Valor de R$ 340 mil é fruto de economia da Câmara de Vereadores, acumulada entre os meses de janeiro e maio

13 de Junho de 2018 - 20h02 Corrigir A + A -

Por: Michele Ferreira
michele@diariopopular.com.br 

Hospital também passa por dificuldades financeiras e um dos gargalos é manter a folha de pagamento em dia (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Hospital também passa por dificuldades financeiras e um dos gargalos é manter a folha de pagamento em dia (Foto: Carlos Queiroz - DP)

A Santa Casa de Misericórdia de São Lourenço do Sul - que tem contado com déficit de quase R$ 400 mil por mês - receberá verba extra no valor de R$ 340 mil. O recurso, que deve estar disponível nos próximos dias, é oriundo de economia da Câmara de Vereadores, entre os meses de janeiro e maio. A liberação faz parte de compromisso assumido entre Legislativo, prefeitura e Associação Comercial e Industrial (ACI), em movimento conjunto de apoio ao hospital.

A expectativa é de que o repasse ajude a reduzir as dificuldades da Santa Casa em manter os salários dos funcionários em dia. "O grande gargalo do hospital é a folha de pagamento. Em geral, os salários têm sido pagos até o final do mês seguinte", afirma a secretária de Saúde, Arita Bergmann. Sem falar na preocupação com a dívida acumulada com os médicos, que provoca negociação à parte.

O Diário Popular tentou contato com a administração da Santa Casa, na manhã desta quarta-feira (13), para saber detalhes do cenário financeiro, valores de repasses atrasados do Governo do Estado e medidas que têm sido adotadas para amenizar a crise, mas o novo administrador preferiu não se pronunciar. Apenas limitou-se a confirmar - por recado, ao telefone - que a situação permanece crítica.

Mais verba também para os partos
Os repasses aos partos realizados na Santa Casa de Misericórdia ganharão incremento, possivelmente, até o final do mês. Os valores das Autorizações de Internação Hospitalar (AIHs) receberão aumento de R$ 1 mil por parto normal e R$ 500,00, por cesárea. A confirmação de que a instituição contará com os incentivos estaduais foi obtida pela secretária de Saúde nesta quarta, em audiência, em Porto Alegre.

É mais uma iniciativa em busca de captação de recursos e reorganização do hospital lourenciano.

Outros beneficiados
Até o final do ano, a próxima sobra orçamentária da Câmara de Vereadores deve ser canalizada a outras duas instituições: Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e Asilo Santo Antônio. O setor de esportes também deve integrar a lista de prioridades.

Ao fazer a entrega simbólica de cheque à direção da Santa Casa, a presidente do Legislativo, Carmem Rosane Roveré (PSB), destacou a relevância do tema: "O Hospital é muito importante. De forma coletiva esse é o compromisso da Câmara com a Santa Casa e com a saúde do município".


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados