Corrida presidencial

Antes de ser preso, Lula fez vídeos para campanha presidencial

Gravações teriam sido realizadas em sigilo dias antes da prisão para serem usadas durante a disputa eleitoral

11 de Maio de 2018 - 14h15 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Ex-presidente deixou mensagens prontas para serem usadas pelo partido durante a disputa presidencial (Foto: Filipe Araújo - Fotos Públicas)

Ex-presidente deixou mensagens prontas para serem usadas pelo partido durante a disputa presidencial (Foto: Filipe Araújo - Fotos Públicas)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou vários vídeos gravados para serem usados ao longo da campanha eleitoral de outubro. O material, produzido pelo fotógrafo que o acompanha, Ricardo Stuckert, estaria guardado sob sigilo desde a prisão, em 7 de abril.

Conforme apuração feita pelo jornal Folha de S. Paulo, as gravações contêm falas de Lula sobre seu legado, as realizações dos mandatos petistas no Palácio do Planalto, os processos judiciais que enfrenta e a defesa de sua inocência.

O objetivo do partido é que, caso nenhuma das tentativas dos advogados de defesa de reverter a prisão do ex-presidente dê resultado, os materiais sejam utilizados junto com imagens de arquivo durante a corrida presidencial que inicia oficialmente em agosto.

Logo após Lula ser encaminhado à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, o PT divulgou um vídeo com uma animação narrada pelo ex-presidente em que ele comenta sua situação judicial e motiva a militância.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados