Normas

Conheça as regras para poder instalar um parklet

"Minipraças" de convívio vem ganhando espaço em Pelotas; qualquer cidadão pode desfrutar da estrutura

11 de Janeiro de 2017 - 17h02 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Os parklets estão ganhando espaço nas ruas de Pelotas. As estruturas de madeira instaladas junto às calçadas vêm ganhando cada vez mais adeptos e o número de interessados em manter as chamadas "vagas vivas" tem aumentado.

As "minipraças" ocupam espaço público de estacionamento e tem como um dos principais objetivos manter a cidade mais humanizada. Para sanar as dúvidas e possíveis problemas, a Secretaria de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana (SGCMU) estabeleceu regras para a instalação das estruturas.

A primeira exigência é que o espaço tenha um banco fixo. O restante do imobiliário, como floreiras, lixeiras, paraciclos ou mesas, fica a cargo do comerciante mantenedor. Os interessados podem procurar a SGCMU para mais informações.Cada caso será analisado individualmente pela dificuldade de instituir uma estrutura padronizada, já que existe na cidade grande variação de altura nas calçadas e calçamento das vias, por exemplo. As regras gerais são a preservação de escoamento pluvial, adequação de altura e dimensões condizentes com o local, instalação de fita de sinalização e tachões para delimitar o parklet.

Curiosidade
Além de acolher atividades comerciais, próximos a bares ou restaurantes, os parklets são prioritariamente espaços públicos. Qualquer cidadão pode desfrutar a cidade nos locais, sem a necessidade de consumir qualquer produto oferecido por estabelecimentos dos arredores.

*Com informações da Ascom

Parklets estão sendo cada vez mais utilizados em Pelotas (Foto: Marcel Ávila/Ascom)

Parklets estão sendo cada vez mais utilizados em Pelotas (Foto: Marcel Ávila/Ascom)


Comentários


  • Não há comentários, seja o primeiro a comentar!


Diário Popular - Todos os direitos reservados