Otimismo

Meirelles prevê 2,5 milhões de empregos

Ministro da Fazenda afirma que avaliação de agência de classificação de risco não compromete a economia brasileira

14 de Janeiro de 2018 - 10h04 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Henrique Meirelles 130118 - Murilo Lima

Mesmo com desconfiança de agência internacional, ministro acredita que o cenário será positivo em 2018 (Foto: Murilo Lima / MF)

Mesmo diante do revés sofrido pelo governo na quinta-feira (11), quando uma das principais agências de classificação de risco rebaixou a nota brasileira, o ministro da Fazenda, Alexandre Meirelles, diz manter o otimismo de que a economia do país irá crescer em 2018.

Após participar de evento na Fundação Getúlio Vargas (FGV) neste sábado (13) no Rio de Janeiro, o responsável pela política econômica tratou de desvincular a má notícia do desempenho que o mercado poderá ter durante o ano. “A pergunta é: será que isso significaria algum impacto no crescimento? A resposta é não, o crescimento vai continuar”, declarou, referindo-se ao rebaixamento da nota de BB para BB- pela agência Standard & Poor’s.

Meirelles foi além. Segundo projeções do governo, a expectativa é que o ano de 2018 feche com saldo positivo de 2,5 milhões de empregos gerados e um Produto Interno Bruto (PIB) 3% superior ao ano passado.

No entanto, como tem sido praxe tanto nas suas manifestações públicas quanto nas do presidente Michel Temer (MDB), o ministro reforçou a necessidade - segundo o governo - de aprovação da Reforma da Previdência, prevista para entrar na pauta de votação da Câmara em fevereiro. “É absolutamente fundamental para dar confiança às contas públicas no futuro e para as demais medidas que assegurem equilíbrio fiscal”, disse.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados