Gauchão

“Quero fechar a tríplice coroa”

Giovani chega neste final de semana e já começa os trabalhos com os demais goleiros para buscar a titularidade e o seu objetivo com acesso em 2018

13 de Janeiro de 2018 - 16h30 Corrigir A + A -

Por: Sérgio Cabral
cabral@diariopopular.com.br 

No ano passado, o arqueiro enfrentou o Grêmio  
(Foto: Lucas Uebel)

No ano passado, o arqueiro enfrentou o Grêmio (Foto: Lucas Uebel)

O paranaense Giovani Luiz Neitzke, 1,93m, tem 28 anos, é casado, tem uma filha e já está quase chegando em Pelotas. Já passou também por clubes como Cruzeiro no Gauchão do ano passado, Lajeadense, Toledo-PR, Brusque-SC, Porto Alegre, Maringá-PR, Foz do Iguaçu, Veranópolis e Sergipe.

Além disso, jogou contra o Pelotas na Boca do Lobo, sentiu o clima da torcida áureo-cerúlea - na final da Copinha em 2015, quando sagrou-se campeão. Giovane disse ao Diário Popular que está vindo feliz de verdade para conseguir mais um grande objetivo na carreira. Ele quer se somar ao grupo e buscar mais um acesso, o terceiro na carreira.

Neitzke já conquistou em duas equipes diferentes o acesso. No Paraná, subiu o Toledo e em Santa Catarina, o Brusque. “Estou em Marechal Rondom, no Paraná, curtindo as últimas horas de férias com a minha família, mas com a cabeça em Pelotas e feliz de verdade para chegar na Boca do Lobo e começar os trabalhos com os colegas e com o professor”, disse.

Giovani também conhece os demais goleiros. “Soube que a comissão conseguiu antecipar a apresentação e todos buscaremos nosso espaço no clube a partir de segunda-feira com o professor Daniel. Eu quero jogar e sei que os outros profissionais pensam o mesmo. Vou trabalhar muito para isso e colocar o Pelotas no Gauchão de 2019. Assim fecharei a tríplice coroa no futebol dos três estados do Sul, com três acessos”, adiantou Giovani.

Torcida mexe
“Eu estive contra o Pelotas na Boca do Lobo em 2015 e senti aquela atmosfera da torcida ajudando o time. Se for assim em 2018, com o grupo que o clube vai apresentar e começar os trabalhos e objetivos, todos alcançaremos a meta.”


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados