Fique atento!

De olho na validade

Programa da Agas garante troca de produto vencido e levá-lo de graça para casa

17 de Julho de 2017 - 08h39 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Michele Ferreira
michele@diariopopular.com.br 

 (Foto: Carlos Queiroz - DP)

(Foto: Carlos Queiroz - DP)

No ritmo frenético do dia a dia, as compras para abastecer a casa, não raro, são feitas às pressas. E, no corre-corre, nem sempre o cliente atenta-se à data de validade. Um programa da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), prestes a completar cinco anos, torna-se um incentivo a mais para que o consumidor se transforme em fiscalizador da venda de produtos vencidos. É o De Olho na Validade, que garante ao cidadão que encontrar um gênero alimentício vencido, em prateleiras e gôndolas, a possibilidade de receber - gratuitamente - o mesmo item dentro do prazo para consumo.

Nos últimos dias, Ministério Público e Serviço de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) renovaram parceria à campanha. Em Pelotas, pelo menos quatro estabelecimentos ou redes já aderiram ao programa, mas a qualquer momento outros supermercados também podem compor a lista, que hoje inclui mais de 40 municípios do Rio Grande do Sul. Uma boa notícia aos clientes, que ganham um incentivo a mais para fazer valer o direito de comprar os produtos dentro do prazo, conforme prevê a legislação.

É o caso da professora Erlaine Rosa, 65, que procura espichar o olho à data de validade, principalmente, quando vai comprar pães e iogurtes. "Tenho sempre o máximo cuidado, mas, realmente, às vezes a gente tá com pressa e não presta atenção", resume. E admite: nos episódios em que identificou que o produto poderia estar estragado, não se dirigiu ao estabelecimento para trocá-lo por outro, como lhe assegura a lei. Simplesmente o jogou fora. Descartou. E pior: perdeu dinheiro.

Compromisso e confiança reforçados
A adesão ao De Olho na Validade reforçou uma preocupação que já existia. De quatro em quatro dias, um sistema informatizado no Macroatacado Treichel acusa todas as mercadorias que irão vencer em 60 dias. E, para reduzir o risco de falhas, dois dias antes de esgotar o prazo, os funcionários estão orientados a recolher os produtos - ressalta o gerente geral, Emerson Gonçalves.

"Realizamos reuniões internas e enfatizamos aos nossos colaboradores que se aderimos ao programa é porque confiamos neles", afirma. E faz a ressalva: se um determinado item escapar ao controle é porque ocorreu um erro de rotina. Afinal, o respeito ao cliente é primordial. "Sabemos que o consumidor se sente enganado quando ocorre uma situação dessas. Por isso, tomamos cada vez mais cuidado."

Saiba mais
- Como funciona o programa?
Se o consumidor encontrar um produto alimentício vencido - em estabelecimentos que aderiram à campanha -, poderá trocar por outro dentro do prazo de validade e levá-lo para casa de graça.

Detalhe: mesmo se houver vários itens vencidos do mesmo lote de registro, o cliente só receberá gratuitamente uma unidade.

Caso o estabelecimento não possua produto idêntico ao que está com prazo de validade vencido, o cliente terá direito a qualquer produto similar da mesma seção com preço equivalente.

- O que diz o Código de Proteção e Defesa do Consumidor?
A legislação é clara: o consumidor tem direito à troca do produto, mesmo que identifique a data de validade vencida somente quando já está em casa. Basta apresentar a nota fiscal para comprovar a compra.

"O que se busca com o programa De Olho na Validade é que o cliente se torne um fiscalizador a mais, para evitar a venda de produtos vencidos", reforça a supervisora de Educação do Consumidor do Procon, Nóris Finger.

- Quais estabelecimentos já aderiram ao De Olho na Validade em Pelotas?
* Macroatacado Treichel
* Guanabara
* Rede Walmart - Nacional e Big
* Peruzzo Supermercados


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados