Parquímetro

Zona Azul será expandida com a mesma tarifa

Novas ruas devem integrar sistema do estacionamento rotativo no início de março

28 de Janeiro de 2020 - 08h39 Corrigir A + A -
Tarifa deve ser mantida nos próximos meses.  (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Tarifa deve ser mantida nos próximos meses. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Deve ficar para o início de março a expansão do território do estacionamento rotativo de Pelotas. Conhecidas como Zona Azul, as áreas com tempo limitado para permanecer estacionado devem ser ampliadas para mais ruas na região central da cidade. Além de compensar vagas retiradas com a construção de corredores de ônibus na rua Marechal Deodoro, General Osório e Barão de Santa Tecla, há áreas de interesse como a proximidade de hospitais e outros centros comerciais com grande fluxo de pessoas e veículos. As áreas devem ser confirmadas nos próximos dias.

Atualmente são cerca de 1,5 mil vagas na área com parquímetros, conforme informações da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). Com o contrato firmado em 2013 e válido até 2023, hoje o município fica com 26% da arrecadação bruta do negócio, executado pela empresa Serttel. O recurso mensal varia entre R$ 100 mil e R$ 120 mil, utilizado pela Secretaria na instalação de semáforos, sinalização, pinturas e outros serviços da pasta.

"A ideia é expandir na Osório até a Bento, na Deodoro até a Bento, e as travessas todas", adianta o secretário Flávio Al Alam, que nesta semana está em tratativas com a empresa para definir o mapa das novas áreas com parquímetro. Esta nova área compreenderia as ruas Santa Tecla, Deodoro e Osório e, entre as três, englobaria também as transversais Major Cícero, Senador Mendonça e General Argolo.

O secretário garante que não haverá reajuste neste próximo período. Com alterações na tarifa conforme o IGP-M, indicador de inflação, desde que signifique mais que R$ 0,05 centavos. Como em períodos anteriores e para atender a este dispositivo no contrato, a empresa tem reajustado o valor a cada dois anos. O último reajuste foi em dezembro de 2018.

Opinião dos usuários

Em São Lourenço do Sul ainda não foi instituída a área de estacionamento rotativo. Na opinião de Roberta Zielke, que estacionava seu veículo na tarde desta segunda-feira na rua Anchieta, a ideia organiza o trânsito para quem está de passagem pelo Centro, seja para comprar, seja de origem de outra cidade. "Organiza e facilita. Mas meu aplicativo nunca funciona. Não avisa quando está acabando o tempo nem quando tem multa", reclamou a lourenciana, apesar de considerar positiva a proposta.

Morador da Zona Norte de Pelotas, Luís Quevedo também considera positivo o estacionamento rotativo. Trabalhando com a área de segurança, Luís opina que parte do dinheiro também deveria ser investida nesta área. "Parte do dinheiro poderia ser investida no cercamento eletrônico da cidade, por exemplo. O Estado não nos dá segurança, aí também pagamos esta tarifa sem nenhum tipo de garantia. Ao menos auxiliaria o cidadão, caso isso acontecesse", indica.

Novas áreas em estudo

Ainda sem uma definição concreta sobre as novas áreas que devem ser chanceladas nos próximos dias, o secretário Flávio também indica que novas áreas podem integrar o sistema de estacionamento rotativo. Um questionamento também deve ser encaminhado à Procuradoria-Geral do Município (PGM) para saber quantas vagas podem ser aditadas no contrato. No entendimento da SMTT, é possível que 25% do número total possa ser adicionado. Em discussão estão áreas como o entorno da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas e da praça Piratinino de Almeida. "É um investimento deles, mas vamos estar sempre de acordo", confirma. Mais áreas, conjectura o secretário, também significa mais renda para investimentos na Secretaria.

Valores atuais

30 minutos - R$ 1,051 hora - R$ 2,10
1 hora e 30 minutos - R$ 3,15
2 horas - R$ 4,20
Tipo NI (Não Identificado) - R$ 14,00
Tipo TPU (Pós-Utilização) - R$ 8,40
Taxa de Coletora (Dia) - R$ 14,00


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados