Imunização

Vacinação da gripe será ampliada nesta sexta

SES confirmou a inclusão de crianças de cinco a nove anos e de adultos com 55 ou mais

12 de Maio de 2022 - 22h07 Corrigir A + A -
A ampliação dos grupos agora selecionados representa a abertura para mais 1,4 milhão de pessoas (695 mil crianças dos cinco aos nove anos completos e 735 mil pessoas entre 55 e 59 anos).
 (Foto: Jô Folha - DP)

A ampliação dos grupos agora selecionados representa a abertura para mais 1,4 milhão de pessoas (695 mil crianças dos cinco aos nove anos completos e 735 mil pessoas entre 55 e 59 anos). (Foto: Jô Folha - DP)

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) em conjunto com o Conselho de Secretaria Municipais de Saúde (Cosems) definiram a ampliação dos grupos elegíveis para a vacinação contra a gripe (Influenza). A partir de hoje, também podem procurar um posto para a imunização contra o vírus as crianças de cinco a nove anos e os adultos com 55 anos ou mais.

O Rio Grande do Sul já registrou este ano 272 casos de internações, sendo 41 óbitos, em virtude da Influenza. Segundo a secretária estadual, Arita Bergmann “estes dois novos grupos concentram os maiores coeficientes de internações entre os não elegíveis para a campanha e necessitam de proteção”.

A primeira etapa da campanha deste ano foi aberta em 4 de abril para pessoas com 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde. As crianças maiores de seis meses a menores de cinco anos tiveram o início da sua fase antecipado, em 25 de abril. No último dia 2 de maio, passaram a estar liberados para a imunização os demais grupos prioritários, como gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, entre outros. Ao todo, mais de 4,9 milhões de pessoas fazem parte dos grupos elegíveis previamente elencados.

A ampliação dos grupos agora selecionados representa a abertura para mais 1,4 milhão de pessoas (695 mil crianças dos cinco aos nove anos completos e 735 mil pessoas entre 55 e 59 anos).

Vacina gripe trivalente
A vacina Influenza trivalente utilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é produzida pelo Instituto Butantan. A formulação é constantemente atualizada para que a dose seja efetiva na proteção contra as novas cepas do vírus. A vacina será eficaz contra as cepas H1N1, H3N2 e tipo B. A campanha nacional de vacinação contra a Influenza ocorre até 3 de junho.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados